Pandemia

União Europeia discute relaxar restrições de entrada

Bloco pode abrandar medidas para visitantes de dez países; lista deve ser divulgada nos próximos dias, mas nações como Estados Unidos e Rússia já foram excluídas

28 de Junho de 2020 - 10h18 Corrigir A + A -

Agência Brasil

Países-membros do bloco dividem-se entre ansiedade e cautela em receber visitantes (Foto: Divulgação - DP)

Países-membros do bloco dividem-se entre ansiedade e cautela em receber visitantes (Foto: Divulgação - DP)

Os estados-membro da União Europeia, que tinham fechado o acesso de visitantes de países de fora do bloco em março, diante da pandemia do novo coronavírus, podem abrandar as restrições em etapas com o avanço da temporada de verão no Hemisfério Norte.

Embaixadores de países da União Europeia reuniram-se para discutir o assunto. Fontes diplomáticas dizem que visitantes de países como China, Coreia do Sul e Japão devem ser incluídos na primeira fase de abertura.

Isso depende, porém, de esses países continuarem mantendo a pandemia sob controle. É entendido que a União Europeia espera que o relaxamento das barreias à entrada seja recíproco. Alguns países podem ser removidos da lista provisória a depender de decisão dos membros do bloco europeu.

Estados Unidos e Rússia, que ainda estão enfrentando um grande números de novas infecções, foram excluídos.

A União Europeia planeja divulgar a lista na próxima semana. Alguns países-membros do bloco estão ansiosos para receber turistas, enquanto outros mostram-se mais cautelosos.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados