Pandemia

Uma disputa diferente em 2020

Com as restrições de circulação, Dia do Desafio será realizado por meio de plataformas digitais

27 de Maio de 2020 - 09h41 Corrigir A + A -
O Dia do Desafio em Pelotas será virtual. (Foto: João Alves)

O Dia do Desafio em Pelotas será virtual. (Foto: João Alves)

A quarta-feira (27) é marcada pelo Dia do Desafio. Em razão da restrição a aglomerações, a atividade será realizada de maneira virtual. O Sesc Pelotas, que coordena as ações relativas à data na cidade, preparou uma série de ações para o pelotense fazer de casa. Nesta edição também haverá a arrecadação de doações para este período de pandemia.

Mesmo sendo realizado de uma forma diferente este ano, o objetivo é o mesmo: estimular as pessoas a fazerem atividades físicas. Entre as iniciativas, está o Baile da 3ª idade, comandado pela banda Samba Rock e Companhia que será realizado através de uma live na página do facebook do Sesc Pelotas. “Todas as nossas iniciativas visam instigar as pessoas a fazerem atividades físicas, que são muito importantes em um período como o que estamos vivendo. Através destas ações virtuais, vamos procurar esta interação e estimular que participem”, conta o gerente do Sesc Pelotas, Luiz Fernando Parada.

Não haverá a tradicional corrida de rua. Entretanto, o Sesc elaborou o projeto “Corrida em casa”. A ideia é que as pessoas corram em suas residências e condomínios. A iniciativa contará com a participação do medalhista olímpico Robson Caetano, na página do facebook do Sesc-RS.

O Sesc Pelotas também oferecerá aulas virtuais com professores da instituição. Serão exibidos exercícios de modalidades como pilates, alongamentos e treinamento funcional. Entretanto, Parada destaca que todos serão passados de forma que a pessoa possa fazer em sua própria casa e pontua que esta vai ser a dinâmica do Dia do Desafio esse ano. “Estamos impossibilitados de fazer ações coletivas, como fizemos nos últimos anos. Então, vamos buscar fazer com que as pessoas se exercitem de maneira individual e nos acompanhem nestas atividades”, explica. A organização ainda disponibilizará atividades para crianças e adolescentes nas plataformas digitais.

Em Pelotas, os decretos de circulação passaram a permitir o funcionamento de academias. Desta forma, alguns estabelecimentos parceiros do projeto do Dia do Desafio agendaram aulas para participar da data. A Academia MP Fit marcou atividades para às 9h e às 11h. Outros locais, como a Academia Evolution e a Dual Gym programaram movimentações para diferentes horários. Os integrantes do 9º Batalhão de Infantaria Motorizada - Regimento Tuiuti irão realizar exercícios físicos no pátio do Exército, a partir das 15h. As escolas particulares que normalmente participam da data foram convidadas a disponibilizar vídeos de atividades físicas aos alunos, para que se exercitem ao menos 15 minutos durante o dia.

Como participar?
Para participar é necessário se exercitar no ambiente doméstico ou fazer algum exercício físico que fuja da sua rotina. Através de lives no facebook do Sesc Pelotas e do Sesc-RS, estarão sendo disponibilizadas atividades para serem praticadas. Após realizá-las, é preciso ligar para o Sesc Pelotas através do telefone (53) 3225-6093 e informar qual foi a prática e por quanto tempo para que a participação seja computada.

Desafio solidário
A edição deste ano também será marcada pela solidariedade. O Sesc Pelotas, que já participa do projeto Aliança Pelotas, que arrecada alimentos para pessoas em situação de vulnerabilidade, irá realizar um Drive-Thru para doação de alimentos e agasalhos. A partir das 8h será possível estacionar o carro em frente à sede da instituição (rua Gonçalves Chaves, 914), e entregar os donativos. A ação vai até às 18h. Além da doação de alimentos e agasalhos, o Sesc Pelotas também promove uma mobilização em prol da doação de sangue. Ela tem início às 8h e persiste até às 14h. O objetivo é auxiliar o Hemocentro Regional de Pelotas, localizado na avenida Bento Gonçalves, 4.569, e que registrou queda nas doações desde o começo da pandemia.

Não terá adversário
Em razão da pandemia do coronavírus, todas as cidades participantes farão atividades virtuais e não haverá competição entre os municípios de diferentes países, como é habitual do Dia do Desafio. “A pandemia mexeu com todos. A organização optou por não fazer uma competição e sim computar o número de pessoas por cidade, sem a questão da disputa”, explica Parada.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados