Uma bênção por dias melhores

Procissão em homenagem a São Francisco de Paula percorreu ruas da cidade e deu início às festividades do aniversário de Pelotas

06 de Julho de 2020 - 11h51 Corrigir A + A -
Fé. Imagem do padroeiro foi seguida por carros e motos pelo Centro. (Foto : Rodrigo Chagas - Ascom)

Fé. Imagem do padroeiro foi seguida por carros e motos pelo Centro. (Foto : Rodrigo Chagas - Ascom)

Ao som de buzinas e aplausos, a imagem de São Francisco de Paula percorreu as ruas de Pelotas no sábado (4) em procissão que homenageou o santo padroeiro da cidade. A passagem de São Francisco emocionou a muitos fiéis que acompanharam a atividade, que encerrou a novena em homenagem ao santo e deram início às festividades do 208º aniversário do município, celebrado amanhã, dia 7 de julho.

A procissão ocorreu à tarde. Ela partiu da Catedral Metropolitana São Francisco de Paula e passou por hospitais da cidade, como forma de abençoar os enfermos. O percurso traçado pela Arquidiocese teve Clinicamp, hospital Michel Piltcher, Hospital Escola da UFPel e a Santa Casa de Misericórdia entre os destinos. Os fiéis também passaram em frente ao Cemitério Ecumênico que leva o nome do padroeiro, na avenida Duque de Caxias.

No Paço Municipal, os religiosos foram recepcionados pela prefeita Paula Mascarenhas (PSDB), que recebeu a bênção do padre Luís Boari, pároco da Catedral. No ato, Paula lembrou a importância da união, da compaixão e da solidariedade para enfrentar o atual momento. “Que São Francisco de Paula nos livre de mais perdas e que possamos sair fortalecidos desta crise, para que recoloquemos Pelotas no caminho do desenvolvimento, com a bênção do nosso padroeiro”, pediu a prefeita, acompanhada pela assessora especial de Relações Institucionais e Gestão Estratégica, Clotilde Victória, e pelo diretor de Manifestações Populares da Secretaria de Cultura, Pedro Pedrozo.

Em frente à prefeitura, Boari lembrou que, neste ano, as homenagens ao santo precisaram ser adaptadas em função da pandemia. Esse foi o principal motivo pelo qual a organização da procissão decidiu percorrer as vias que passam pelos hospitais e também expressar gratidão e reconhecimento aos profissionais da saúde, tão importantes no momento. “São Francisco, protegei e defendei vossa cidade”, apontou o pároco.

No domingo (5) houve três missas na Catedral. A primeira, pela manhã, foi uma celebração ao aniversário da cidade e do santo padroeiro. A temática deste ano foi São Francisco: vida e esperança no contexto da pandemia. As trocas de mensagens de esperança serviram para renovar a fé de todos os presentes. E mais do que isso: reforçaram a esperança para que haja muita força e comprometimento nesta grande batalha pela vida.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados