Oportunidade

Um dia de oportunidades

Evento busca a inserção de jovens no mercado de trabalho

13 de Agosto de 2019 - 22h14 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

No evento também serão realizados encaminhamentos para vagas de estágio (Foto: Infocenter DP)

No evento também serão realizados encaminhamentos para vagas de estágio (Foto: Infocenter DP)

Durante esta quarta-feira (14), jovens entre 14 e 29 anos terão prioridade no atendimento em agências do FGTAS/SINE em Pelotas. A atividade faz parte da "Ação Jovem", evento que busca promover a inserção dos jovens no mundo do trabalho.

Na ocasião, os jovens terão prioridade no atendimento em intermediação da mão de obra com empregadores e no encaminhamento para confecção da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). Também serão promovidas ações de orientação profissional e auxílio na confecção de currículos profissionais, assim como atividades em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC) e com a Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).

Além de vagas de emprego, ocorrerão também cadastros de pessoas interessadas em vagas de estágios, nova modalidade de encaminhamento oferecida pelo Sine. Em ambos os casos é necessária a apresentação da CTPS, necessária para o cadastramento no sistema. Os candidatos que já possuírem currículos também podem apresentá-los . A expectativa é de que a data conte com grande adesão do público-alvo nas agências. "Acreditamos que apareça um número significativo de jovens", afirma Glauber Burkle, coordenador da FGTAS/SINE de Pelotas.

O evento também ocorrerá nas agências do Sine em outras 23 cidades do Estado. Na região Sul, além de Pelotas, a ação acontece nas cidades de Camaquã e Rio Grande.

A agência do Serviço Nacional de Emprego em Pelotas fica localizada na esquina das ruas Lobo da Costa com General Osório, no centro, e abre ao público das 8h às 17h, sem fechar ao meio-dia.

Números de desocupação
Dados divulgados pelo IBGE a partir da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) mostram que a taxa de desocupação entre pessoas com mais de 14 anos entre os meses de abril a junho chegou a 12%. Entre os trabalhadores com carteira assinada houve um aumento de 0,9% em comparação com o trimestre anterior, totalizando 33,2 milhões de trabalhadores com carteira. No entanto, o número de trabalhadores que trabalham sem carteira assinada aumentou 3,4% em relação ao 1º trimestre, chegando a 11,5 milhões de pessoas.

No Rio Grande do Sul, a taxa de jovens de 14 a 17 anos desocupados representava 11,3% no primeiro trimeste de 2019, enquanto entre a faixa de 18 a 24 anos, o número aumenta para 33,2%, de acordo com dados da PNAD Contínua. Os números estão acima da média nacional do mesmo período, que são de 8,3% entre jovens de 14 a 17 anos e de 31,8% entre jovens de 18 a 24 anos.

No estudo, são consideradas desocupadas as pessoas que não possuem trabalho na semana de referência, além de pessoas que tomaram providência efetiva para conseguir e assumir em 30 dias. Também são contabilizadas pessoas que não tomaram providência efetiva pois já haviam conquistado trabalho e iriam começar após a semana de referência.

De acordo com o Observatório Social do Trabalho, ligado à Universidade Federal de Pelotas, houve queda de -157 vagas no saldo de criação de empregos formais na cidade, com 1.819 admissões e 1.976 desligamentos no mês de junho de 2019, totalizando 60.195 vínculos com carteira assinada no mês de junho deste ano. No ano, foram 12.318 admissões e 13.438 desligamentos, com um saldo negativo de -1.120 vínculos formais de empregos em Pelotas. Os números utilizados foram retirados do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (CAGED), da Secretaria do Trabalho vinculada ao Ministério da Economia.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados