Decisão

TCU suspende aumento nos pedágios do Polo Pelotas

Tribunal acolheu medica cautelar dos deputados Daniel Trzeciak, Marcel Van Hattem e Fábio Branco

05 de Agosto de 2020 - 22h02 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Reajuste entrou em vigor no dia 11 de julho (Foto: Jô Folha - DP)

Reajuste entrou em vigor no dia 11 de julho (Foto: Jô Folha - DP)

O Tribunal de Contas da União (TCU) suspendeu nesta quarta-feira (5) o aumento da tarifa em pedágios do Polo Pelotas. A decisão foi tomada a partir do acolhimento de uma medida cautelar de autoria dos deputados federais Daniel Trzeciak (PSDB) e Marcel Van Hattem (Novo). O documento, entregue ao Tribunal no último dia 14, também é assinado pelo deputado estadual Fábio Branco (MDB). 

Em abril, o TCU determinou à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) a revisão dos valores após indícios de sobrepreço e realizou um processo de auditoria nos contratos de pedágios da Zona Sul, firmados entre a ANTT e a Ecosul. No entendimento dos deputados, em meio à pandemia e, principalmente, enquanto essa auditoria segue em análise, o reajuste não é apropriado. Na decisão do Tribunal, divulgada nesta quarta, houve a suspensão desse aumento. 

A correção entrou em vigor no dia 11 de julho e apontava R$ 0,10 a mais para carros de passeio e até R$ 0,60 para veículos comerciais. Representante da Região Sul, o deputado Daniel celebrou a decisão do TCU. "É uma importante conquista, uma vitória. Vamos seguir nessa luta pra reduzir ainda mais as tarifas dos pedágios."


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados