Educação

Sprint final

Faltando menos de 30 dias para a realização das provas do Enem, milhões de brasileiros que sonham com o ensino superior fazem os últimos esforços antes da prova

11 de Outubro de 2019 - 09h32 Corrigir A + A -
Faltando menos de 30 dias para a realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), milhões de brasileiros que sonham com o ensino superior fazem os últimos esforços antes da prova (Foto: Jô Folha - DP)

Faltando menos de 30 dias para a realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), milhões de brasileiros que sonham com o ensino superior fazem os últimos esforços antes da prova (Foto: Jô Folha - DP)

Coordenador do curso Michigan Miquelangelo Barcelos explica qual a melhor forma de revisar os conteúdos antes da prova (Foto: Jô Folha - DP)

Coordenador do curso Michigan Miquelangelo Barcelos explica qual a melhor forma de revisar os conteúdos antes da prova (Foto: Jô Folha - DP)

Dias 3 e 10 de Novembro. Duas datas anunciadas há sete meses pelo Ministério da Educação (MEC) estão cada vez mais próximas de se tornarem realidade. Dois dias que muitos brasileiros aguardam para tentar realizar o sonho de alcançar o ensino de nível superior. Os candidatos se dedicaram durante quase um ano em busca desta meta. Mas, para atingir este objetivo, qual a melhor estratégia? Com pouco tempo restante antes da realização das provas, o que fazer para chegar mais preparado e obter um bom resultado? Revisar ou relaxar?

Muitos ficam divididos entre buscar revisar os conteúdos que aprenderam ao longo do ano e cuidar da parte psicológica, para controlar a ansiedade. Antes de tudo, é a hora do equilíbrio. Segundo os profissionais da educação, com menos de trinta dias para a realização da prova, não é válido aumentar a carga horária de estudo, e sim, manter a rotina estabelecida desde o começo do ano. "É o momento do aluno concluir a sua preparação. Ele deve dar continuidade a sua rotina de estudos e fazer esse fechamento. A partir daí, ele pode revisar algumas questões pontuais, aprofundar pontos que julgue necessários e, ao mesmo tempo, cuidar do seu lado psicológico, que é muito importante. O equilíbrio é a chave para aproveitar bem esse tempo", afirma o professor de geografia Cléber Damasceno.

Ter uma atenção especial com o lado psicológico é uma forma de lidar com os dias que ainda faltam para a realização da prova. Muitos têm dificuldade de controlar a ansiedade pela prova e estão na expectativa da aprovação. Neste sentido, é fundamental cuidar da saúde emocional para que se atinja este equilíbrio. "Se já estuda para a prova, é a hora de desacelerar. Diferente do que muitos pensam, a pressão pré-prova não promove conhecimento e o equilíbrio emocional com atividades mais dinâmicas é muito importante para uma boa prova" disse a professora de português Suzane Ribeiro.

Uma das maiores preocupações dos candidatos é a prova de redação. A tarefa de escrever um texto dissertativo-argumentativo tirou o sono de muitos dos estudantes ao longo do ano. As trocas no MEC também influenciam as dúvidas a respeito do tema da dissertação, mas a professora Suzane Ribeiro destaca que "estar por dentro das temáticas sociais para a produção do texto é essencial para ser pego de surpresa". Nesta reta final, ela é uma das disciplinas que deve ser dada continuidade no trabalho desenvolvido durante o ano." Não existe uma fórmula mágica. O que precisa é prática. Mesmo faltando pouco tempo, o candidato deve buscar escrever algumas propostas para aprimorar a questão da escrita e estruturar bem o texto. O ideal é escrever produções textuais com temas relevantes para a sociedade e aprofundar as propostas de intervenção" afirmou a professora de redação do curso Michigan Cássia Almeida.

Raio-X do Enem
O equilíbrio é essencial, mas para quem ainda precisa de segurança em questões pontuais, revisar é uma opção. O curso Michigan adota uma estratégia que concentra atenções em pontos fundamentais da prova. O "Raio-X do Enem", segundo o coordenador do curso Miquelangelo Barcelos, é um método que utiliza uma abordagem voltada para a lógica com a qual o exame é desenvolvido. Dentro deste programa que os professores realizam junto aos alunos, são trabalhados os conteúdos mais recorrentes do Enem desde 2009. Os estudos são concentrados em temáticas que realmente tem chance de aparecer na prova. "Abordamos os conteúdos mais frequentes desde o Enem 2009, que marcou um 'novo Enem'. Orientamos os alunos a retomar os conteúdos, revisar estes tópicos. O estudante deve revisar estes cinco, seis tópicos que mais apareceram porque mostra uma tendência de que vão cair na prova. Trabalhamos com conteúdos que realmente vão cair na prova" destacou o coordenador.

Saúde física
Além da saúde emocional, o bem-estar físico também deve receber uma atenção nesta reta final. Manter o sono regulado, alimentar-se bem e aliviar as tensões são essenciais para um bom desempenho na prova. Muitos têm dificuldade em conseguir controlar a ansiedade, que também deve ter uma atenção especial antes da prova. Para conseguir controlar essa expectativa, a receita é unânime: lazer. "Praticar atividade física, colocar o sono em dia e realizar atividades ao ar-livre são bons nesse momento" destacou a professora Suzane.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados