Início

Semana de Proteção Animal começa com atividades no Mercado Central

Durante abertura do evento, prefeita anunciou a manutenção do serviço de castração de cães e gatos para 2020

02 de Dezembro de 2019 - 22h55 Corrigir A + A -
Cães da Brigada Militar se apresentaram durante o evento nesta segunda-feira (Foto: Gustavo Vara - Ascom)

Cães da Brigada Militar se apresentaram durante o evento nesta segunda-feira (Foto: Gustavo Vara - Ascom)

A 2ª Semana da Proteção Animal de Pelotas começou nesta segunda-feira (2), com evento de abertura no Mercado Central. Até o domingo (8), uma série de atividades voltadas à posse responsável, adoção de animais e combate ao abandono e maus-tratos estão programadas para ocorrer. Na cerimônia, foi anunciada a renovação do contrato da prefeitura com a ONG SOS Animais para realizar castrações em cães e gatos.

As ações são organizadas pelo Comitê Municipal de Proteção Animal (Comupa), criado na gestão anterior, quando a prefeita Paula Mascarenhas era a vice de Eduardo Leite. De lá pra cá, compartilhou a gestora, as políticas públicas na área vêm se ampliando cada vez mais. 

No que se refere às castrações, por exemplo, R$ 3,5 milhões foram investidos neste período. A prefeita ainda aproveitou a oportunidade para dar uma boa notícia: a manutenção do serviço para 2020 já faz parte do orçamento do município, apesar das dificuldades financeiras enfrentadas. Atualmente, 200 procedimentos são realizados mensalmente.

A causa, afirmou a chefe do Executivo, apesar de complexa e nova para muitos é um tema importante e fundamental para o governo. A prefeita recordou que antes da criação do Comupa não existiam políticas públicas na área. “Tudo que se fazia era graças aos protetores”, parabenizou.

O presidente do Comupa, Henrique Fetter Carvalho, deu ênfase aos projetos desenvolvidos de educação e minimização dos problemas envolvendo só animais, principalmente no que diz respeito a maus-tratos e abandono. Lembrou do avanço nos últimos anos, com a criação da Cartilha de Proteção Animal, a melhoria nas estruturas de atendimento do Município, e a realização de blitze mensais de combate a maus-tratos a cavalos.

O Comitê é responsável ainda pela elaboração do Código de Proteção Animal, pelas alternativas para a substituição dos veículos de tração animal - o que deve ocorrer até o próximo ano -, e pela inclusão de práticas e saberes de proteção animal nas escolas públicas.

Sobre a lei que proíbe veículos de tração animal na zona urbana, a prefeita enfatizou que este é um dos grandes desafios da gestão e que o trabalho agora se foca na busca de parceiros que invistam na ideia e apresentem protótipos economicamente viáveis.

A abertura da Semana de Proteção Animal contou com apresentação da Banda da Brigada Militar (BM) e da Banda da Escola Municipal de Ensino Fundamental Luiz Augusto Assumpção. Houve ainda a apresentação de Thor e Sam, cães da BM, que atuam em demostrações de obediência e também farejando drogas e entorpecentes.

Na parte interna do Mercado, está a exposição “Adotar é Legal – Todo o Cão Merece um Lar”, em que estrelam os animais do Canil Municipal. O evento desta segunda também teve teatro de fantoches referente à posse responsável, com o projeto ZOOando na Escola. 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados