Saúde

Semana D começa com busca em casa

Agentes de Saúde foram às ruas chamar o público-alvo para realizar a vacina contra a gripe

30 de Junho de 2020 - 08h35 Corrigir A + A -
Esforço: trabalho das equipes é para alcançar a meta de cobertura na cidade (Foto: Divulgação - SMS)

Esforço: trabalho das equipes é para alcançar a meta de cobertura na cidade (Foto: Divulgação - SMS)

A rotina de trabalho no território, ou seja, no bairro, área de atuação dos Agentes Comunitários de Saúde (ACSs), ganhou mais uma tarefa durante toda esta semana em Pelotas: a busca pelos cidadãos que ainda não se vacinaram contra a gripe. A ação faz parte da Semana D, criada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para alcançar a meta de 90% de cobertura vacinal, determinada pelo Ministério da Saúde. Até a semana passada, o município havia imunizado 80,9% do público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe.

De casa em casa, com direito à vistoria na carteira de vacinação - principalmente das crianças -, os cerca de 300 agentes de saúde do município iniciaram nesta segunda-feira (29) um verdadeiro trabalho de “formiguinha” em busca dos cidadãos que fazem parte dos oito grupos prioritários, mas não se imunizaram contra o vírus influenza.

Um dos locais do município onde a ação de reforço para a vacinação contou com o trabalho dos agentes foi o bairro Getúlio Vargas. Por lá, a tradicional visita aos moradores foi acompanhada do alerta sobre a importância de realizar a vacina.

Segundo a enfermeira, coordenadora da equipe de Saúde da Família da Unidade Básica de Saúde (UBS) Getúlio Vargas, Viviani Peres Beiersdorf, o chamamento para o fim da oportunidade de imunização começou a ser feito ainda na semana passada, inclusive via rádio comunitária e nos comércios locais.

Desde esta segunda, os 14 agentes comunitários do local intensificaram o alerta diretamente na casa dos moradores, para identificar pessoas dos grupos prioritários sem imunização, com prioridade para as gestantes e crianças. Este assunto também ganhou mais destaque para as pessoas, cerca de 50 por turno, que procuram a unidade.

“Estamos questionando os pacientes, que fazem parte do público-alvo, se já fizeram a vacina. Além disso estamos fazendo ‘sala de espera’, orientando as pessoas que estão aguardando a procurarem entre seus familiares aqueles que ainda não se vacinaram”, explica a enfermeira.

Vacinação nas UBSs

Além do trabalho de busca aos “faltosos”, a Semana D contra a gripe intensificou a aplicação das doses nas UBSs e no Centro de Especialidades. A dona de casa Shana Aldaves escolheu o turno da manhã na unidade referência ao atendimento à imunização para vacinar o pequeno Gustavo, de sete meses. “Estava preocupada em ele ser vacinado, já que em casa temos pessoas idosas e com essa situação da pandemia, é bom estarmos protegidos contra outras doenças, como a gripe”, afirmou, enquanto o bebê era imunizado.

E ela não foi a única a fazer fila para a vacina contra a gripe no Centro de Especialidades nesta segunda-feira. Segundo a enfermeira chefe da unidade, Fátima Soares, o fluxo de pessoas em busca da vacina contra o vírus Influenza foi intenso já no primeiro dia da mobilização municipal.

“Os adultos, integrantes dos grupos prioritários, foram a maioria nessa segunda-feira, mas os pais também não estão descuidando e conseguimos imunizar muitas crianças hoje”, conta Fátima. 

No Centro de Especialidades a vacinação pode ser feita durante todo o dia, das 8h às 17h. Nas UBSs, a aplicação das doses é feita no turno da tarde, por causa do atendimento prioritário a pessoas com sintomas de síndromes gripais, durante a manhã.

Drive Thru

Nesta terça-feira, dia em que o governo federal irá encerrar a Campanha Nacional de Vacinação - iniciada em 23 de março -, as equipes da Saúde em Pelotas estarão vacinando a população pelo drive thru. A titular da SMS, Roberta Paganini, explica que a ideia é evitar a formação de filas com aglomerações de pessoas - o que está proibido por decreto municipal como forma de prevenir o contágio pelo novo coronavírus. Ela ainda destaca a importância dos cidadãos buscarem a imunização.

“A vacina da influenza sempre foi muito importante para diminuir os riscos de adoecimento, ainda mais num momento de pandemia de um vírus que também é respiratório e os sintomas da influenza e da Covid podem se confundir. Estando imune à influenza, a população estará mais protegida”, lembra Paganini.

A população poderá ir de carro até os locais de vacinação e não precisará sair do veículo para receber a injeção. “Nossa proposta é realizar a ação sem aglomerações de pessoas e também de uma forma ágil, aumentando assim a cobertura vacinal”, explica a coordenadora da Semana D, enfermeira, Cândida Rodrigues.

Os pontos de drive thru são: 

Largo de Portugal (Cerest-Viação Férrea), das 8h às 17h
Associação Rural de Pelotas, das 8h às 17h
Estacionamento do Shopping Pelotas, das 10h às 18h

É importante a apresentação da carteira de vacinação, principalmente das crianças.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados