Investimentos

Secretaria da Educação discute com municípios utilização de verbas federais

Mais de R$ 40 milhões provenientes do Apoio Financeiro aos Municípios (AFM) de 2018 foram encaminhados para prefeituras gaúchas investirem na área da educação

25 de Abril de 2019 - 21h15 Corrigir A + A -
Para o secretário Faisal Karam, a parceria com municípios é fundamental para o desenvolvimento da educação - Foto: Lucas Nogare

Para o secretário Faisal Karam, a parceria com municípios é fundamental para o desenvolvimento da educação - Foto: Lucas Nogare

Mais de R$ 40 milhões provenientes do Apoio Financeiro aos Municípios (AFM) de 2018 foram encaminhados para prefeituras gaúchas investirem na área da educação. Até o momento, R$ 16,2 milhões permanecem não utilizados. Para esclarecer e auxiliar os procedimentos para uso do repasse federal, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), em parceria com a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), promoveu, na manhã desta quinta-feira (25/4), um encontro com mais de cem representantes de secretarias municipais de Educação. A mobilização, realizada no Auditório do Ministério Público, na Capital, contou com a orientação técnica de membros da área financeira do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Conforme o secretário estadual de Educação, Faisal Karam, o processo de parceria e cooperação com os municípios é fundamental para o desenvolvimento da área. “Temos que ser agentes da mudança, e estas iniciativas que tentamos fazer de forma conjunta irão nos permitir desenvolver programas e ações de transformação na vida dos estudantes a médio e longo prazo”, destaca.

O coordenador da Comissão de Educação e Cultura da Famurs, Itamar Baptista Chagas, reitera a disponibilidade da entidade para prestar apoio às prefeituras. “Para utilizar os recursos públicos, é necessário cumprir uma série de etapas que nem sempre são simples. Estamos prontos para atender, por meio da nossa área técnica, todas as demandas necessárias para nossos associados”, afirma.

O diretor financeiro do FNDE, Gilvan Batista, enaltece a importância das secretarias municipais de Educação compreenderem os trâmites burocráticos para acessarem os repasses. “Este diálogo com os representantes é necessário para que sejam resolvidas as principais dúvidas que dizem respeito ao acesso aos valores e à prestação de contas”, explica.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados