Estilo Pet

Saúde mental dos pets também merece atenção

No mês dedicado aos cuidados com as emoções, confira as dicas para prevenir estresse e tédio nos animais de estimação

25 de Janeiro de 2021 - 12h25 Corrigir A + A -
Diversão. Trocar os brinquedos com frequência ajuda no 
processo (Foto: Divulgação - DP)

Diversão. Trocar os brinquedos com frequência ajuda no processo (Foto: Divulgação - DP)

saúde mental tem sido bastante discutida por médicos e pela sociedade como um todo, especialmente depois de um ano atípico como 2020. E, para jogar ainda mais luz sobre o tema e trazer para a reflexão a importância de cuidar das emoções, desde 2014 o Brasil realiza a campanha “Janeiro Branco” - o mês foi escolhido justamente por ser quando as pessoas pensam em suas resoluções para o ano novo. Mas não são só os humanos que precisam de atenção quando o assunto é saúde mental, alerta a Mars Petcare. Os tutores também devem ter cuidado com os pets.
Diversos fatores podem causar algum tipo de estresse e tédio nos pets, como alterações nos horários de cochilos, alimentações e caminhadas, por exemplo. Por isso, é importante estabelecer sempre novas rotinas e usar artifícios mentais para mantê-los entretidos, aliviando sinais de ansiedade e angústia que possam eventualmente sentir.
Todas as necessidades de um pet, desde as necessidades fisiológicas até as emocionais, são igualmente importantes. Embora seja necessário primeiro satisfazer as necessidades mais essenciais, as emocionais podem determinar o bem-estar de um animal de estimação e, portanto, sua felicidade.

Abaixo, confira seis dicas que ajudarão a manter a saúde mental do pet em dia:

1) Os cães são motivados pela comida. Portanto, as atividades que os desafiam a trabalhar por suas refeições serão muito gratificantes para eles.

2) Brinquedos para cães que você enche de alimento são outra maneira de mantê-los ocupados por longos períodos, evitando o tédio. Lembre-se de aumentar a dificuldade lentamente para que o cão não fique frustrado e desista.

3) Troque os brinquedos dos pets frequentemente: mesmo os melhores brinquedos de “quebra-cabeça” para cães se tornam menos emocionantes com o tempo. Então, tente trocá-los com frequência para manter seu cão entretido. Tenha certeza de que os brinquedos antigos parecerão novos depois de alguns dias. Assim também funciona com os felinos.

4) Manter seu pet ativo e mentalmente estimulado é importante, mas ele também pode precisar de tempo para si. Se eles não estão acostumados com você em casa o tempo todo, por exemplo, eles podem precisar de um espaço extra longe de você e isso é absolutamente normal.

5) Seu pet pode ir para outro cômodo ou ficar irritado quando você estiver por perto. Sinais a serem observados, por exemplo, são bocejar, lamber os lábios, se virar, dentre outros. Fique alerta. Se o pet apresentar esses comportamentos, deixe-o vir até você quando ele desejar e aí sim faça carinho.

6) O médico veterinário do animal deve ser sempre consultado quando qualquer sinal de alerta mais relevante for observado.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados