Mudança

Sanep inicia troca de 850 contêineres de lixo orgânico

Operação começou na noite desta segunda-feira e será realizada durante a madrugada para evitar transtornos

09 de Dezembro de 2019 - 21h33 Corrigir A + A -
Ação integra o planejamento da autarquia para a área de resíduos sólidos (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Ação integra o planejamento da autarquia para a área de resíduos sólidos (Foto: Carlos Queiroz - DP)

O Sanep iniciou a substituição dos 850 contêineres da coleta de resíduos orgânicos na noite desta segunda-feira (9). O processo começou no centro da cidade e se estenderá, ainda nesta semana, para as regiões da Guabiroba, do Pestano e do Lindoia.

Para evitar transtornos no trânsito, o serviço na área central está sendo realizado durante a noite e a madrugada. A autarquia organizou um mutirão, que compreende as seguintes etapas: recolhimento dos resíduos, retirada do contêiner antigo, limpeza e higienização da área e colocação do novo contêiner no local. "Não basta fazer a troca, queremos deixar o ambiente limpo e preparado para receber o novo contêiner. Contamos sempre com o apoio da população, tanto para manter a área limpa como para que seja feito o descarte apenas de resíduos orgânicos no contêiner", salienta o coordenador do Departamento de Resíduos Sólidos da autarquia, Edson Plá Monterosso. Serão utilizados no serviço um caminhão prancha, três caçambas, uma retroescavadeira, um veículo para lavagem da área e um veículo coletor compactador.

Nas regiões da Guabiroba, do Pestano e do Lindoia, a troca será feita durante o dia. Após a conclusão desta etapa, o Sanep iniciará, em janeiro, a marcação exata do espaço em que o contêiner fica localizado, evitando que sejam deslocados do seu ponto exato de coleta.

A ação integra o planejamento da autarquia para a área de resíduos sólidos, que já contou, em 2019, com a ampliação da coleta seletiva para 19 novas regiões do município e com a substituição da frota de caminhões da coleta para novos zero quilômetros com cabine estendida, agora com espaço para o motorista e três coletores. "Garantimos mais segurança aos coletores que, antes, faziam o trajeto até o local da coleta no estribo do caminhão. Além disso, os veículos são 100% automatizados, isso diminuiu consideravelmente o ruído dos caminhões, evitando transtornos à população na coleta realizada no período da noite", destaca o diretor-presidente do Sanep, Alexandre Garcia.

Conforme Garcia, a substituição dos contêineres faz parte do contrato de 60 meses, firmado com a empresa Onze Construtora Ltda, em julho de 2018. Na pactuação, a empresa tinha 180 dias para implementar a troca dos compartimentos. Como as empresas concorrentes da licitação entraram com uma ordem judicial, o contrato acabou ficando suspenso por um ano, só voltando a valer em julho de 2019, quando então começou a contar o prazo para a troca dos equipamentos.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados