Estiagem

Sanep faz novo aprofundamento na Barragem nesta quarta-feira

Serviço começa às 19h e será realizado durante a madrugada; abastecimento deve ser normalizado durante a manhã de quinta

26 de Maio de 2020 - 22h46 Corrigir A + A -
Nesta terça-feira, o manancial atingiu 3 metros 95 centímetros  abaixo do ideal (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Nesta terça-feira, o manancial atingiu 3 metros 95 centímetros abaixo do ideal (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Nesta quarta-feira (27), a partir das 19h, o Sanep executará uma nova escavação de aprofundamento do ponto de captação de água na Barragem Santa Bárbara, a quarta intervenção do tipo em 2020 e, ainda, uma manutenção na Estação de Tratamento de Água (ETA). Este serviço seria realizado na semana passada, mas foi transferido pelas condições desfavoráveis do solo após a chuva. A expectativa é de que a intervenção seja concluída durante a madrugada e o abastecimento normalizado no início da manhã. Nesta terça-feira (26), o manancial atingiu 3m95cm abaixo do ideal. 

O serviço causará suspensão do bombeamento a partir das 19h, com falta de água nas regiões abastecidas pela Barragem, como Fragata, Centro, Balsa, Morada do Sol, Porto, Navegantes, Três Vendas (Santa Terezinha, Py Crespo, Lindóia, Tablada e regiões próximas), Ilha da Páscoa, bairro Areal (próximo ao Parque da Baronesa) e poderá causar queda de pressão em áreas abastecidas pelo R8, como Areal e praia do Laranjal. 

A última escavação no local foi feita no dia 11 de maio, quando o Sanep também aproveitou para limpar todos os tanques de decantação da ETA. Devido à baixa qualidade da água captada no fundo da barragem, a frequência na limpeza da estrutura aumentou, significativamente. 

Chuva aumentou o nível do manancial

Após os 90 milímetros registrados entre quinta-feira e sábado, o nível do manancial subiu 19 centímetros, passando de 4,13 para 3,94 abaixo do seu ideal na última segunda-feira. A nova medição garantiu sobrevida ao abastecimento de água no Município mas, ao mesmo tempo, mantém o sinal de alerta ligado, já que a situação ainda é grave.  


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados