Melhoria

Rua Marechal Floriano será requalificada

Investimento de quase R$ 890 mil permitirá a modernização da via; contrato foi assinado nesta quinta-feira

13 de Fevereiro de 2020 - 19h01 Corrigir A + A -
Contrato foi assinado nesta quinta-feira (Foto: Gustavo Vara - Ascom)

Contrato foi assinado nesta quinta-feira (Foto: Gustavo Vara - Ascom)

Entre as mudanças, rua terá uma ciclofaixa no lado esquerdo e  iluminação pública em LED (Foto: Infocenter - DP)

Entre as mudanças, rua terá uma ciclofaixa no lado esquerdo e iluminação pública em LED (Foto: Infocenter - DP)

Mais de R$ 889 mil serão destinados à requalificação da rua Marechal Floriano, em toda a extensão – entre as ruas 15 de Novembro e Professor Araújo (650 metros lineares). O projeto faz parte do programa #ObraNoBairro, que trata dos investimentos do município até o final do ano. O contrato foi assinado pela prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) na manhã desta quinta-feira (13).

A prefeita recebeu, para assinatura do documento, o proprietário da SBS Engenharia Ltda, Nélson Sperb Neto; o diretor de obras Waine Ginardi Teixeira de Souza; e o engenheiro Anderson de Melo. A empresa foi a vencedora da licitação. Agora, o contrato segue para a Caixa Econômica Federal, para aprovação do processo.

“É uma obra importante, no coração da cidade, percurso de acesso ao bairro Fragata. As intervenções na Floriano vêm para concluir a requalificação da área central e conectar o Calçadão à área da Saldanha Marinho e Largo de Portugal, valorizando o contexto do Centro e do bairro vizinho, o Simões Lopes”, comentou Paula.

Obra de baixo impacto

A revitalização da rua Marechal Floriano não exige intervenções na base e na sub-base. Também não envolve concretagem de nenhum trecho. O sistema de drenagem está pronto em toda a extensão. Sendo assim, não serão necessárias escavações, reduzindo de forma substancial o impacto causado por grandes empreendimentos à população.

"A obra será rápida e sem grandes transtornos. Não se compara com o trabalho realizado nas ruas General Osório e Marechal Deodoro, por exemplo, que demandaram longos períodos de interrupções de trânsito e limitações de acesso, exigidos pelo porte das intervenções”, frisou o secretário de Planejamento e Gestão, Roberto Ramalho.

O que vai mudar na via

As benfeitorias na Floriano serão financiadas com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), por meio de contrato firmado com a Caixa, programa Pró-Transporte, ação Mobilidade Urbana. Toda a extensão do pavimento receberá recuperação em pontos críticos e, depois, camada de asfalto nos 650 metros lineares, que correspondem a 6.226,50 metros quadrados de área.

A rua terá uma ciclofaixa pelo lado esquerdo, sentido Centro/bairro. Assim como em toda via pública, pintura e sinalização horizontal e vertical consistirão numa das etapas do projeto. A pista para ciclistas dobrará na rua Professor Araujo e se interligará à ciclofaixa do projeto da avenida Saldanha Marinho, atualmente em execução.

A iluminação pública em LED também está inserida no planejamento técnico, que prevê substituição das 42 luminárias existentes. A mudança acompanha o padrão de qualidade do novo sistema do Calçadão e das ruas General Osório e Marechal Deodoro.

Passeios e pontos de ônibus

Os passeios públicos do lado direito, na direção Centro/bairro, correspondentes às quadras entre as ruas General Osório e Barão de Santa Tecla, passarão por restauro completo e troca de piso, padronizado com o do Calçadão. Em todo o plano de ações, consta o sistema de acessibilidade.

Haverá recuperação do terminal de transporte coletivo das linhas Fragata, com seis novos abrigos para usuários, 29 bancos, e 12 lixeiras ao longo do trecho. Em acréscimo, a Prefeitura alargará o passeio público entre as ruas Barão de Santa Tecla e Santos Dumont, pelo lado direito. Em relação à sinalização, cinco grupos semafóricos para pedestres garantirão mais segurança, ainda, a pedestres, motoristas e ciclistas.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados