Boletim da Zona Sul

Rio Grande: Parceria entre Nema e Smed dá início ao ciclo de palestras do projeto Mar de Areia

O trabalho consolida uma antiga parceria e se dedicará à construção de conhecimentos sobre o ambiente de dunas no Cassino

22 de Agosto de 2019 - 11h20 Corrigir A + A -
Nas palestras serão abordadas as funções do sistema de dunas e importância da criação de unidades de conservação para sua proteção. (Foto: Infocenter DP)

Nas palestras serão abordadas as funções do sistema de dunas e importância da criação de unidades de conservação para sua proteção. (Foto: Infocenter DP)

Confira também:
São Lourenço do Sul: Südoktoberfest inscreve para a maior Polonaise do Mundo
Canguçu: Etapa da 5ª edição do Desafio Serra dos Tapes será dia 15 setembro

Com o apoio da Secretaria de Município de Educação e Cultura, iniciou-se o ciclo de palestras propostas pelo Projeto Mar de Areia para os próximos meses na rede municipal de ensino. O Projeto Mar de Areia é executado pelo Núcleo de Educação e Monitoramento Ambiental (Nema), com patrocínio da Fundação Grupo O Boticário de Proteção à Natureza e em parceria com a Prefeitura Municipal de Rio Grande, através de sua Secretaria de Município de Meio Ambiente (Smma).

O trabalho consolida uma antiga parceria entre o Nema e Smed, e se dedicará à construção de conhecimentos sobre o ambiente de dunas no Cassino, em Rio Grande. Neste contexto, realizará palestras com os alunos de 9º ano das escolas municipais, abordando as funções do sistema de dunas e importância da criação de unidades de conservação para sua proteção, salientando o protagonismo cívico dos jovens atores sociais residentes em todos os bairros em prol da conservação costeira do município a que pertencem. Até o final do ano, é previsto que cerca de 1 mil alunos participem da atividade e recebam material informativo e de divulgação sobre o projeto.

Segundo o professor Felipe Alonso dos Santos, superintendente de Gestão Pedagógica da SMED, as escolas municipais acolheram muito bem a ideia proposta pelo projeto. A primeira unidade atendida foi a EMEF Professora Wanda Rocha Martins, no Cassino, onde três turmas de 9º ano participaram da atividade. Na ocasião, os técnicos Cecília Pfarrius e Eliandro Rodrigues expuseram a cerca de 50 alunos as principais questões ambientais e sociais que envolvem o sistema de dunas, enquanto os alunos trouxeram para o debate suas experiências, questionamentos e dúvidas em relação ao uso e as características deste ambiente.

A coordenadora do projeto, Oceanóloga Lilian Wetzel, afirmou que "na impossibilidade de estendermos a atividade a todos os alunos das rede municipal, foi selecionado o grupo de estudantes mais velhos, em função de seu maior potencial em interagir com outros membros da sociedade. Os alunos que abraçarem a ideia poderão assim se tronar grandes apoiadores do projeto, divulgando a proposta para outros membros da comunidade e ampliando esta rede de apoio". Para a coordenadora, apesar de a fundamentação técnico-científica ser de fato imprescindível, o processo de criação destas Unidades é também um processo sociopolítico, sendo fundamental o apoio da sociedade e das instituições envolvidas na gestão costeira do município. Neste sentido, salienta, o Projeto Mar de Areia também apoiará a Conferência Municipal Infanto-juvenil de Educação Ambiental, que será promovida pela Prefeitura de Rio Grande em outubro deste ano.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados