Pandemia

Rio Grande confirma primeiro caso na Zona Sul

Paciente é um idoso de 65 anos que viajou para países da América do Sul; cidades restringem a circulação de pessoas

23 de Março de 2020 - 19h31 Corrigir A + A -
Secretário Maicon Lemos e prefeito Alexandre Lindenmeyer transmitiram mensagem para a população. (Foto: Reprodução Facebook Prefeitura do Rio Grande)

Secretário Maicon Lemos e prefeito Alexandre Lindenmeyer transmitiram mensagem para a população. (Foto: Reprodução Facebook Prefeitura do Rio Grande)

Foi confirmado o primeiro caso de Covid-19 na Zona Sul nesta segunda-feira, em Rio Grande. Trata-se do presidente da Câmara do Comércio do município, Antônio Carlos Bacchieri Duarte, que recentemente esteve em viagem no exterior. Ele tem 65 anos e está em casa, onde deve permanecer em isolamento pelos próximos 14 dias com supervisão da Vigilância em Saúde. O trabalho agora é mapear os contatos feitos por ele, o que já está sendo rastreado, para que sejam cumpridos os protocolos indicados em caso de confirmação.

Em entrevista à rádio Oceano, Bacchieri contou que os sintomas como febre, tiveram início na segunda anterior e ali mesmo, se manteve em casa. No mesmo dia solicitou a coleta do serviço de saúde, que foi realizado na quarta. "É uma doença muito perigosa, mas precisamos ficar em reclusão total", alertou em apelo à população para que fique em casa.

O mesmo pedido ganhou as redes sociais com um vídeo do secretário de Saúde do município, Maicon Lemos: "Solicitamos à nossa população que mantenham as medidas de vigilância: evitar locais com grandes aglomerações, lavar as mãos com água e sabão e, se possível, fiquem em casa". O caso foi confirmado por volta das 17h pela Secretaria Estadual da Saúde (SES) nas redes sociais.

O presidente da CÂmara do Comércio riograndino esteve recentemente na Colômbia, Equador e Chile. O exame foi coletado no dia 18 de março e também foi encaminhado no mesmo dia ao Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen).

"As ações de prevenção que estamos fazendo que a população fique confinada, que procure circular o menos possível, só saia em situação extrema, é uma maneira de solidariedade, de carinho e amor ao próximo principalmente pessoas dos grupos de risco, com certa idade e problemas imunológicos. A solução passa por cada um de nós", declarou o prefeito Alexandre Lindenmeyer (PT), nas redes sociais.

Restaurantes por tele-entrega e construções suspensas

Ainda pela manhã, em uma videoconferência com a imprensa, Lindenmeyer anunciou o fechamento do comércio considerado não essencial. Restaurantes e lancherias, por exemplo, só poderão operar no sistema de tele-entrega e ficam suspensos os empreendimentos de construção civil, exceto manutenção de vias urbanas e rurais, construção e reformas em estabelecimentos de saúde e manutenção de estruturas sob risco de desabamento. Também ficam mantidos os comércios e serviços considerados essenciais.

Também neste novo decreto foi criado um grupo de trabalho para análise dos impactos econômicos e fiscais na cidade. Quem não cumprir com o determinado pode ser interditado ou perder licenças municipais. "Estamos realizando um controle rigoroso nas atividades portuárias junto com a Anvisa e a Superintendência nos navios que chegam para diminuir o risco de contaminação", informou.

Circulação restrita no Herval e São José do Norte

Dois municípios da Zona Sul adotaram medidas mais severas para conter a circulação de pessoas nas ruas das cidades. Em São José do Norte, fica proibida a circulação de pessoas que não seja para comprar alimentos, medicamentos, água, ir ao trabalho e nos demais comércios e serviços essenciais.

Em Herval, o prefeito Rubem Wilhelnsen decretou estado de calamidade pública com medidas já válidas a partir de hoje. Além de serviços essenciais que envolvem farmácias e abastecimento, o comércio ligado ao setor agropecuário também fica permitido de funcionar em regime de plantão com as portas fechadas. Em velórios e capelas mortuárias, o decreto estabelece o limite de até cinco pessoas, podendo haver revezamento.

Também pelo decreto, fica determinada a restrição de circulação de todas as pessoas em qualquer horário do dia e da noite, a não ser para abastecimento e questões de saúde. Entre 22h e 6h, fica proibida a circulação de idosos em vias públicas, podendo ser acionada a Brigada Militar em caso de descumprimento. O município não tem registro de casos suspeitos.

84 casos suspeitos na região
Canguçu 3
Capão do Leão 14
Jaguarão 2
Pedro Osório 1
Pelotas 29
Pinheiro Machado 2
Piratini 2
Rio Grande 14
Santa Vitória do Palmar 7
Santana da Boa Vista 3
São José do Norte 2
São Lourenço do Sul 5

Caso confirmado
Rio Grande 1

No Brasil
1.891 casos confirmados
34 mortes

No Rio Grande do Sul
Alvorada 2
Bagé 7
Bento Gonçalves 2
Campo Bom 2
Canoas 5
Capão da Canoa 1
Carlos Barbosa 1
Caxias do Sul 2
Charqueadas 1
Cruzeiro do Sul 1
Dois Irmãos 1
Eldorado do Sul 1
Erechim 3
Estância Velha 1
Estrela 1
Farroupilha 1
Ivoti 2
Lajeado 3
Osório 1
Porto Alegre 41
Rio Grande 1
Santa Maria 2
Santana do Livramento 3
Santiago 1
Santo Antonio da Patrulha 1
São Leopoldo 1
Sapiranga 1
Serafina Correa 2
Taquara 1
Torres 3
Viamão 1
Total: 96

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados