Rural

Qualidade e tradição em pista

Santa Eulália ofertará na sexta-feira, a partir das 19h, animais que disputariam Nacional de Rústicos

08 de Outubro de 2020 - 15h40 Corrigir A + A -
Serão ofertados 40 touros e cinco fêmeas prenhas (Foto: Edu Rickes - Especial - DP)

Serão ofertados 40 touros e cinco fêmeas prenhas (Foto: Edu Rickes - Especial - DP)

Machos e fêmeas angus filhos de pais consagrados americanos, argentinos e brasileiros estarão em pista no remate Santa Eulália na sexta-feira (9). Serão ofertados 40 touros de dois e de três anos, além de cinco vaquilhonas Puros de Origem (PO) de dois anos prenhas. O remate, que ocorrerá a partir das 19h, será realizado durante a programação da 94ª Expofeira de Pelotas Digital 2020 na Associação Rural de Pelotas, com transmissão pelo Lance Rural (www.lancerural.com.br).

O proprietário da Estância Santa Eulália, Joaquim Francisco Bordagorry de Assumpção Mello, explica que os machos e as fêmeas são filhos de pais com genéticas reconhecidas, com características que são referências da raça. Dentre os touros, o criador destaca os lotes 1, 2, 4 e 7 respectivamente dos touros de tatuagem 1459, 1487, 1486 e 1475. “São touros dupla marca, com boa avaliação no Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne (Promebo)”. Mello acrescenta ainda que dentre estes touros está o trio que disputaria a Nacional de Rústicos, cancelada em função da pandemia. Dentre as fêmeas também estarão em pista duas vaquilhonas que iriam para a disputa.

Para o leiloeiro Eduardo Knorr, além da genética reconhecida da Santa Eulália, o momento para os investimentos nestes animais é bastante propício e eleva as expectativas da organização. As cotações dos produtos desenvolvidos pelo agronegócio estão em alta no mercado. “O agronegócio está passando por um momento de preços bastante melhores do que em anos anteriores. Estamos com cotações muito boas para milho, soja e outras mercadorias. Estamos vivendo um momento de muita comercialização de gado para o exterior. A cada ano, estamos exportando mais, abrindo novos horizontes para a carne do Rio Grande do Sul. A abertura desses novos mercados traz perspectivas muito interessantes”, afirmou o leiloeiro.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados