Iniciativa

Projeto da UCPel voltado à pessoa idosa será apresentado em São Paulo

O I Seminário sobre Longevidade e Envelhecimento Saudável ocorrerá de forma on-line nos dias 22 e 23 de setembro

19 de Setembro de 2021 - 12h21 Corrigir A + A -
O I Seminário sobre Longevidade e Envelhecimento Saudável ocorrerá de forma on-line nos dias 22 e 23 de setembro

O I Seminário sobre Longevidade e Envelhecimento Saudável ocorrerá de forma on-line nos dias 22 e 23 de setembro

A Universidade Aberta da Maturidade (UAMI), projeto ligado ao Centro de Extensão em Atenção à Terceira Idade (Cetres) da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), será apresentada em evento na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). O I Seminário sobre Longevidade e Envelhecimento Saudável ocorrerá de forma on-line nos dias 22 e 23 de setembro. 

A participação da UAMI ocorrerá no dia 22, às 15h30, na mesa-redonda Experiências Exitosas com Idosos nas Instituições de Ensino Superior. A professora da UCPel, Isabel Lorenzet, e o coordenador do Cetres, Hartur Torres da Silva, irão relatar como estão ocorrendo as atividades, que conta com a participação de 20 idosos, diversos professores e 13 acadêmicos extensionistas.     

Além de mesas-redondas, o evento da UNIFESP terá palestras sobre temas como envelhecimento saudável, suporte social, políticas públicas para a terceira idade e apresentação das atividades de universidades abertas às pessoas idosas existentes no país. A programação completa está disponível no site da UNIFESP e contará com transmissão pelo Youtube de algumas atividades. 

Troca de experiências

Idealizada a partir da vivência da professora Isabel em sua especialização na UNIFESP, a elaboração da UAMI contou com a mentoria da psicóloga e especialista em Gerontologia, Claudia Ajzen, responsável pela Universidade Aberta às Pessoas Idosas da universidade paulista. 

Funcionando junto a estrutura do Cetres desde maio, a UAMI tem encontros semanais on-line com a oferta de quatros disciplinas: Saúde e Autonomia na Maturidade, Direitos e Cidadania – Construção e Garantias, Envelhecimento Artístico e Projeto Integrador. O próximo passo do projeto será o de integrar os idosos como aluno ouvinte em algumas disciplinas disponíveis em cursos de graduação da UCPel.  

De acordo com o coordenador do Cetres, a UAMI contribui para a ressignificação do papel do idoso na sociedade. “Já conseguimos identificar um protagonismo dos participantes, assim como maior independência, o que contribui na transformação das relações”, avalia.   

Formas de ingresso 

A primeira turma da UAMI é formada exclusivamente por integrantes do Cetres, mas a próxima seleção deverá ampliar a participação para toda a comunidade com 60 anos ou mais. Assim como a UAMI, o Cetres disponibiliza ingresso em outros projetos e oficinas, que permanecem com atividades gratuitas e abertas aos interessados durante todo o ano. 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados