Pandemia

Profissionais da saúde e aposentados no topo dos contaminados

Levantamento foi feito pelo Observatório de Segurança analisou mais uma vez o perfil dos infectados em Pelotas

30 de Setembro de 2020 - 20h16 Corrigir A + A -
Aposentados são 13,56% dos contaminados em Pelotas (Foto: Michel Corvello - Ascom)

Aposentados são 13,56% dos contaminados em Pelotas (Foto: Michel Corvello - Ascom)

Dados registrados pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) até dia 24 de setembro, quando Pelotas apresentava 3.939 pessoas, atualizaram o perfil dos infectados pelo coronavírus no município. Segundo análise do Observatório de Segurança Pública, profissionais da saúde e aposentados permanecem sendo as categorias com a maior prevalência de casos confirmados do vírus causador da Covid-19.

Conforme o levantamento, a maior incidência de casos positivos está entre:  

  • profissionais da saúde : 715 (18,15%);
  • aposentados: 534 (13,56%); 
  • comerciários/atendentes: 488 (12,39%);
  • estudantes: 311 ( 7,9%);
  • donas de casa : 234 (5,94%);
  • não informado : 183 ( 4,65%); 
  • construção civil : 139 ( 3,58%); 
  • profissionais de transporte: 116 (2,94%); 
  • profissionais da segurança: 101 ( 2,65%);
  • administradores /empresários: 99 (2,51%);
  • prestadores de serviços: 94 ( 2,39%);
  • profissionais da indústria : 92 (2,34%); 
  • desempregados: 91 (2,31%); e, 
  • profissionais da educação : 89 (2,26%).

Outras ocupações

A análise ainda aponta que 373 pessoas, 9,48% do total, são autônomos, servidores públicos, crianças menores de quatro anos, profissionais do ramo alimentício, empregadas domésticas e advogados.

Cuidadores de idosos, profissionais de estética, rurais, do esporte, porteiros, dentistas, corretores de imóveis, contadores, psicólogos/psiquiatras, eletrecista, veterinário, portuários, profissionais da comunicação e tecnologia, engenheiros mecânicos, músicos, costureiras, pesquisadores, biólogos, pescadores, economistas e líderes religiosos representam 7,13 % dos infectados, um total de 280 pessoas.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados