Rural

Produção de ovos será tema na Expofeira

Modelo europeu de criação de galinhas fora da gaiola é incentivado pelo município

13 de Setembro de 2019 - 21h27 Corrigir A + A -
Cultura de criar aves soltas segue modelo do sistema europeu cage-free (Foto: Divulgação - DP)

Cultura de criar aves soltas segue modelo do sistema europeu cage-free (Foto: Divulgação - DP)

Dia 8 de outubro, a partir das 9h30min, no auditório Sebrae/Senar, a programação da 93ª Expofeira, na Associação Rural de Pelotas, contará com conversa técnica sobre a produção de ovos com galinha fora da gaiola. Ao município, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), caberá a palestra a respeito da cadeia produtiva do agronegócio, a cargo do diretor-técnico, engenheiro agrícola Telmo Lena Garcez. A professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Maria Antônia Pires, abordará o tema Produção de ovos.

A criação de aves soltas - sistema europeu "cage-free" -, para postura de ovos, é uma tendência incentivada pela SDR. A cadeia produtiva deste ramo do agronegócio está em expansão na zona rural do município e se fortalece por meio de iniciativas públicas em parceria com produtores e empresários. O método assegura o bem-estar das galinhas e consequente qualidade dos ovos.

De acordo com a SDR, Pelotas vem se tornando referência na avicultura colonial. Hoje, o município conta com três agroindústrias de entrepostos de ovos:

- Ovos Renascer, de propriedade de Liane Ücker Böhmer, pioneira no sistema de criação de galinhas soltas, no Cerrito Alegre, 3º distrito
- Ovos Princesa do Sul, de Vinícios Caprara, Capão do Almoço, Cerrito Alegre, 3º distrito
- Happy Eggs, de Vanessa Semper, Colônia Santa Eulália, Rincão da Cruz, 8º distrito

Neste ano, a Secretaria recebeu o projeto do primeiro abatedouro de aves coloniais a ser instalado na zona rural, Cerrito Alegre, com capacidade de abate diário de quatro mil aves.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados