Acidente

Princípio de incêndio muda a programação do Cine UFPel

O acidente no prédio da UFPel ocorreu dias depois da destruição do Museu Nacional do Rio de Janeiro; agora, adequações devem ser feitas, mas sem previsão de retorno das atividades

12 de Setembro de 2018 - 22h00 Corrigir A + A -
Yadni Cabral é uma das bolsistas do projeto Cine UFPel. (Foto: Jô Folha - DP)

Yadni Cabral é uma das bolsistas do projeto Cine UFPel. (Foto: Jô Folha - DP)

No último sábado, um princípio de incêndio atingiu o prédio da Agência de Desenvolvimento da Lagoa Mirim (ALM), na Lobo da Costa, 447 da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). O local, que agora está interditado por tempo indeterminado, é sede de cinco unidades administrativas da faculdade, sendo uma delas o Cine UFPel. As atividades da equipe terão continuidade no decorrer desta semana no Museu do Doce, no Casarão 8, com a exibição da Mostra do Grande Prêmio de Cinema Brasileiro. Porém, os próximos dias são incertos.

O acidente aconteceu em um dos laboratórios situados no prédio, em virtude de problemas com um equipamento de estufas. Para controlar o fogo, os responsáveis entraram em contato com os bombeiros. Não houve feridos, mas de acordo com o pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento da UFPel, Otávio Martins Peres, os profissionais consideraram melhor fechar o local. Um Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI) foi elaborado há dois meses e está em análise, com previsão para ser aprovado nos próximos dias. O projeto visa a adequação com rotas de fuga, escadas, saídas de emergência e outras instalações que devem ser feitas de forma imediata.

Por causa do acidente, os ajustes a serem realizados se tornaram prioridade para os bombeiros. A meta agora é "se adequar às normas", afirmou o pró-reitor. Todas as atividades foram suspensas, sem previsão para retornar. O prédio da instituição abriga a Coordenação de Convênios e Contratos, de Relações Internacionais (CRInter), as Fundações de Apoio Universitários (FAU) e Delfim Mendes Silveira (FDMS), além da Agência da Lagoa Mirim e o Cine UFPel.

Promovendo a cultura nacional
O Cine UFPel é uma iniciativa dos cursos de Cinema e Audiovisual e de Animação do Centro de Artes, em conjunto com a Coordenação de Arte e Cultura da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PREC). Lá, são realizadas sessões de forma gratuida. Desde 2015, são exibidas produções cinematográficas brasileiras e latino-americanas, além de curtas produzidos pelos alunos da instituição. O objetivo é divulgar a arte nacional e "instigar o público a conhecer outros filmes", explicou uma das bolsistas do projeto, Yadni Cabral.

Neste ano, o Cine foi prestigiado e convidado a realizar a Mostra do Grande Prêmio de Cinema Brasileiro, uma importante premiação do país. A exibição dos filmes começou na semana passada e teve uma grande adesão do público. Agora, com a interdição da ALM, as sessões continuam no Museu do Doce. Mas o número de visitantes diminuiu bastante. Com pouco espaço e apenas um projetor e uma caixa de som, ficarão até domingo no local. "Semana que vem não se sabe como vai ser", lamentou Yadni. A espera é de que mais pessoas vão até lá nos próximos dias.

Com sessões fixas de quarta à sexta-feira, o Cine tem um grande número de visitas por semana. As divulgações são feitas pela página no Facebook, Instagram e através de e-mail. A intenção do espaço é passar o conhecimento sobre uma cultura que é pouco conhecida e incentivar o seu consumo. As portas estão abertas para a população e mesmo com um número reduzido de visitantes, ainda há aqueles que não abrem mão do serviço oferecido: "Eles são fiéis".

Nova programação da Mostra do Grande Prêmio de Cinema Brasileiro
Quinta-feira (13/09)
19h - Cora Coralina

Sexta-feira (14/09)
19h - Era o Hotel Cambridge

Sábado (15/09)
16h - Um filme de cinema
19h - No intenso agora

Domingo (16/09)
16h - Pitanga
19h - Gabriel e a montanha


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados