Estação

Primavera da neutralidade

Diferentemente dos anos anteriores, estação gera boas expectativas para culturas como o arroz, pois não terá presença de El Niño

22 de Setembro de 2019 - 08h00 Corrigir A + A -
Temperatura. População terá dias ligeiramente mais quentes que em outros anos. (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Temperatura. População terá dias ligeiramente mais quentes que em outros anos. (Foto: Carlos Queiroz - DP)

A primavera costuma ser a estação da felicidade, colorida pelo sol, responsável pelo nascimento das flores. Mas a chegada dela, traz questões bem mais profundas, como as condições para a agricultura e para a pesca. O período tem início às 4h50min dessa segunda-feira (23) e deve ser um pouco mais quente que a anterior e com chuva dentro da normalidade.

Em relação à temperatura, a expectativa é de pequena variação. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, a região de Pelotas deve ter índices de 0,2°C a 0,4°C acima da média registrada para a estação. Em outras regiões gaúchas, como a fronteira com Uruguai e Argentina e a divisa com Santa Catarina, a previsão não traz nenhuma novidade - além do que costuma ocorrer nesta época do ano.

Costumeiramente, a primavera traz consigo o aumento das chuvas. Em 2019 não deverá ser diferente. Setembro terá uma sequência de chuva frequente e com acumulados expressivos. Para outubro, as chuvas deverão ser mais bem distribuídas e a previsão é que também superem a média normal climatológica. A partir de novembro, o sol começará a ser mais protagonista e o tempo tenderá a ser mais seco. Para a Zona Sul, a expectativa é de chuva dentro do normal durante os três meses da primavera - 120 milímetros a 135 milímetros para cada um deles. Durante o verão, entretanto, estão previstas estiagens curtas ou ainda regionalizadas.

Se para a população geral a ocorrência de chuvas é uma notícia não muito agradável, para quem trabalha no campo a perspectiva é outra. De acordo com a meteorologista do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Jossana Cera, a safra 2019/2020 será comandada pela neutralidade climática, diferentemente da anterior, iniciada sob a expectativa de um El Niño. “Anos neutros são, em geral, bons para o arroz, pois possuem bons índices de radiação solar”, explica. Ela salienta, entretanto, que a previsão traz risco maior para o cultivo da soja.

A previsão de chuvas dentro da média é dado visto como parcialmente positivo para quem trabalha com a pesca. Embora evite fazer projeções, por considerar ainda muito cedo para elas, o presidente do Sindicato dos Pescadores da Colônia Z-3, Nilmar Conceição, explica que o ideal para salgar a lagoa e beneficiar a safra do camarão é o registro de precipitação abaixo da média. “O ano passado foi bom, mas em dezembro acabou chovendo. Nos resta aguardar.”

Primavera 2019
Período
de 23 de setembro a 22 de dezembro

Temperatura
índices de 0,2°C e 0,4°C
acima da média

Chuva
120 mm a 135 mm por mês, com acúmulo expressivo no fim de setembro e boa distribuição a partir de outubro


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados