Coronavírus

Pelotas irá recorrer da bandeira vermelha

Prefeita Paula Mascarenhas entende como "muito austera" a regra de impor automaticamente uma terceira semana de normas mais rígidas em caso de reincidência da região no risco alto

11 de Julho de 2020 - 22h18 Corrigir A + A -

"Me parece um remédio muito amargo, uma medida muito austera. Talvez um excesso", comentou a prefeita (Foto: Jô Folha - DP)

Diferentemente da semana passada, a Prefeitura de Pelotas irá recorrer, na segunda-feira (13), da bandeira vermelha imposta pelo Estado, pela segunda semana seguida, dentro do modelo de distanciamento social controlado.

Em vídeo publicado nas redes sociais, a prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) afirmou não ter conhecimento prévio da regra de que as regiões que permanecem por duas semanas dentro da bandeira vermelha, automaticamente ficam por mais sete dias dentro dessa determinação. Seriam, portanto, 21 dias de regras mais rígidas de isolamento social. "Me parece um remédio muito amargo, uma medida muito austera. Talvez um excesso", comentou. 

Os recursos apresentados pelos municípios são enviados e avaliados pelo Governo do Estado na segunda-feira. A partir da terça, a bandeira definitiva das regiões passa a vigorar. 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados