Outubro Rosa

Para todas as mulheres vencerem

Campanha do Instituto Buquê de Amor recebe cerca de 120 mulheres por semana com atendimentos preventivos ao câncer de mama no Shopping Pelotas

21 de Outubro de 2021 - 21h13 Corrigir A + A -
Projeto é voltado para mulheres que apresentam sintomas na mama (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Projeto é voltado para mulheres que apresentam sintomas na mama (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Uma ação feita por mulheres para mulheres para que juntas possam se prevenir e vencer o câncer de mama. Neste mês de outubro, que marca a conscientização desta doença tão perigosa, o Instituto Buquê de Amor (IBA), em parceria com a Viguine Multimarcas, com o hospital Clinicamp e o Shopping Pelotas, realiza uma mobilização que busca facilitar o acesso à mamografias e à procedimentos preventivos contra a doença, além de reforçar a importância da prevenção. Os atendimentos ocorrem de segunda a quinta-feira, entre 14h e 16h e a ação acontece até o dia 31.

O projeto é voltado para mulheres em situação de vulnerabilidade social, que tenham dificuldade de acesso aos exames de prevenção. Todas as segundas-feiras, o procedimento é o mesmo. As mulheres comparecem ao local, portando RG e cartão SUS, onde passam por uma triagem inicial. Os atendimentos acontecem na sala 18 do Shopping Pelotas e são recebidas mulheres que já apresentam sintomas que podem estar potencialmente ligados ao câncer de mama, como nódulos, caroços, entre outros sinais nos seios. Após essa triagem, são realizados os agendamentos para o decorrer da semana e, posteriormente, os atendimentos junto aos cinco médicos que atuam no local.

Depois desta conversa, as mulheres são encaminhadas para o hospital Clinicamp, que oportuniza que elas façam exames como mamografias, biópsias, entre outros procedimentos. "Só são atendidas mulheres com sintomas que possam indicar a presença de um câncer de mama. Já era difícil o acesso à mamografias antes da pandemia e nós estamos acolhendo essas mulheres que acabaram desenvolvendo sintomas neste período e que precisam de exames. Pouquíssimas mulheres fizeram mamografias em 2020", explica a fundadora do Instituto Buquê de Amor, Janice Santos.

Uma das mulheres que foi acolhida pelo projeto e que recebeu atendimento no Shopping foi a técnica contábil Flávia Beatriz Dias, de 58 anos. Ela conta que, há dois meses, sua irmã foi diagnosticada com a doença e que, desde então, tem intensificado os cuidados de prevenção. "A minha irmã foi diagnosticada com câncer de mama e a gente tem dado muita força pra ela. Se Deus quiser, vai dar tudo certo. Já teve outros casos que eu vi. Minha nora se curou e outras mulheres já se curaram. É um câncer que, se diagnosticado cedo e tratado corretamente, existe a possibilidade de cura", conta.

Flávia ainda elogia a ação do Instituto Buquê de Amor. Ela considera a ação importante e reforça que a atenção com a doença deve ser redobrada. "Eu já vi casos que foram combatidos porque a pessoa teve força de vontade. Não teve medo. A pessoa fica fraca, mas depois parece que renova e tem mais força pra lutar. A gente tem que se cuidar e não pode ter medo de nada, porque as coisas dão certo no final. A medicina está muito avançada e temos que buscar sempre o diagnóstico e o tratamento", apontou.

Um Ipê que vale uma mamografia

Uma iniciativa que ocorre concomitante aos atendimentos é a campanha Ipê do Amor. O IBA recebeu 200 mudas da Secretaria de Qualidade Ambiental (SQA) para integrar a campanha. A proposta é utilizar o valor arrecadado com a venda das mudas para realizar mamografias para as mulheres. As mudas são comercializadas no valor de R$ 50. "Tu compras um ipê do amor que equivale a uma mamografia. É de grande ajuda. A gente leva como se fosse realizada a compra de um exame para uma mulher que precisa", afirma Janice. Além das mudas, 40 garrafas também foram vendidas e camisetas estão sendo comercializadas. Todo o valor arrecadado é convertido em mamografias.

Sentir-se bem também faz parte da cura

Outra ação simultânea à campanha, é a mobilização "Sentir-se bem também faz parte da cura". A ação é voltada para pacientes que já receberam o diagnóstico do câncer de mama e atravessam o processo de quimioterapia. Este projeto visa proporcionar aulas de automaquiagem para as mulheres, como uma forma de estimular a autoestima durante o tratamento. "São ministradas aulas de como cuidar da pele, fazer a sobrancelha, os cílios. A gente perde cabelo, cílios e sobrancelha durante a quimioterapia, que também é um processo que exige um cuidado maior com a pele. Então, buscamos ajudar essas mulheres a terem uma autoestima maior quando forem fazer a quimioterapia", conta a voluntária Raquel Oliveira. Ela é paciente oncológica, com um câncer metástico e diz que o curso é uma forma de um "carinho para as mulheres que já estão no tratamento". Ela é voluntária do Instituto Buquê de Amor desde 2017.

Este projeto está ocorrendo de forma presencial, com turmas pequenas, de no máximo seis pessoas, e cumprindo todos os protocolos sanitários de prevenção à Covid-19. As aulas são apresentadas por uma maquiadora profissional. Neste momento, estes encontros estão acontecendo no Ceron e na faculdade de medicina da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Viguine é parceira da iniciativa

A concessionária Viguine Multimarcas também apoia o projeto e realiza ações de prevenção ao câncer de mama. Além da campanha vinculada ao IBA, a empresa está com outras duas mobilizações. Todas as unidades da empresa na cidade estão iluminadas com a cor rosa, em homenagem ao mês de prevenção e há promoções para os clientes. Quem adquirir um veículo na Viguine, independente da unidade, irá receber uma camiseta do IBA. "Nós damos toda a cobertura. É uma parceria muito sadia e que visa agilizar o processo para ajudar essas mulheres. Os atendimentos acontecem ao longo da semana com os especialistas e fazemos os encaminhamentos necessários através dessas ações. O câncer de mama atinge muitas mulheres. Se atacado no início, a vitória é certa", afirma a proprietária da Viguine Multimarcas, Cleufe Costa.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados