Amor de mãe

Para evitar atraso no Enem, mãe carrega filha de 17 anos nas costas em Pelotas

Faltava menos de dez minutos para o fechamento dos portões da Escola Estadual Coronel Pedro Osório, quando, em meio aos carros, surgiu Janaína Alves dos Santos

10 de Novembro de 2019 - 15h00 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

 (Foto: Paulo Rossi - DP)

(Foto: Paulo Rossi - DP)

Ansiedade, correria e especulação de como seria a última etapa de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcaram o domingo para milhares de estudantes. Neste domingo (10) foram aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e de Matemática.

Faltava menos de dez minutos para o fechamento dos portões da Escola Estadual Coronel Pedro Osório, quando, em meio aos carros, surgiu Janaína Alves dos Santos carregando a filha de 17 anos nas costas. A jovem está com o pé quebrado e para evitar atrasos, a mãe decidiu colocar a filha na "garupa". "Saímos da Cohab Tablada, nas Três Vendas , estávamos com medo de atrasar porque não conseguíamos chamar carro no aplicativo, até que apareceu. Quando nos aproximamos do local da prova, o motorista disse que não poderia dobrar por motivos de obras. Eu, então, para não correr riscos, coloquei ela nas costas e caminhei uma quadra", contou. Janaína também pretendia fazer a 2ª etapa do Enem, no entanto, acabou desistindo por conta da filha. "Como demorou muito para o carro chegar, entendi que a prioridade é ela, ano que vem eu faço novamente", explicou a mãe, orgulhosa de sua menina que está concluindo o curso técnico de enfermagem. "É a primeira vez que ela faz a prova, quer para medicina".

Acompanhada da mãe, a estudante Ana Cristina dos Santos, 19, disse que gostou do modelo de questões aplicadas nesse ano. É a terceira vez que ela faz as provas do Enem. "Achei as questões mais diretas, bem objetivas. A parte de humanas surpreendeu", comentou a jovem que está no quarto semestre do curso de Enfermagem da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) e sonha estudar na Faculdade de Medicina.

No primeiro dia de exame, no último domingo (3), os participantes fizeram as provas de linguagens, ciências humanas e redação. De acordo com o Inep, 3,9 milhões de participantes fizeram as provas. O gabarito oficial está previsto para ser divulgado no próximo dia 13. A lista dos aprovados, conforme publicado pelo Inep, será em janeiro de 2020.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados