Retorno

Ônibus voltam para a Deodoro

Coletivos retornaram ao trajeto normal na manhã de ontem; prefeitura pretende finalizar a obra até janeiro

02 de Dezembro de 2019 - 21h04 Corrigir A + A -
Linhas retornaram aos trajetos originais.  (Foto: Paulo Rossi - DP)

Linhas retornaram aos trajetos originais. (Foto: Paulo Rossi - DP)

A rua Marechal Deodoro voltou a ter a circulação do transporte público de Pelotas na manhã desta segunda-feira (2). O retorno dos coletivos agora é completo: da rua Guilherme Wetzel até a rua Uruguai. O último trecho que faltava, entre a avenida Bento Gonçalves e a rua Voluntários da Pátria, teve o trânsito liberado e gerou dúvidas entre motoristas, usuários do transporte coletivo e pedestres.

Enquanto algumas linhas paravam no antigo ponto entre Voluntários da Pátria e Cassiano, outras paravam entre a Voluntários e a General Neto. Esta parada estava sendo utilizada desde que parte do trânsito retornou à Deodoro em outubro, no trecho entre Neto e Floriano.

A aposentada Maria Teresa Olivares, 73 anos, aguardava uma linha que a levasse até o Mercado Central. "O pessoal ainda está um pouco perdido, estranhando. Aos poucos vai voltando ao normal", disse ela, que geralmente utiliza a parada quando vem com a linha Laranjal.

O casal de amigos Noeli Ribeiro, 65, e Edemar Hoffman, 82, aprovou as mudanças e a revitalização. Os dois, moradores do Navegantes, achavam as paradas da Professor Araújo distantes do Centro.

"Nos dias de chuva ou de muito sol, eram muitas quadras de caminhada e complicava", disse Noeli. Na opinião dos três, a implementação do corredor de ônibus facilita para o trânsito e agiliza as linhas do transporte coletivo, agora separadas dos veículos de passeio.

Paradas antigas retornam até o final de semana
Conforme anunciou a prefeitura em seu site, são três paradas no trecho: uma entre Bento Gonçalves e Argolo, outra entre 7 de Setembro e General Neto e a terceira na esquina da Deodoro com Floriano. As paradas são provisórias e serão alteradas nos próximos dias.

De acordo o secretário de Planejamento e Gestão (Seplag), Roberto Ramalho, falta apenas a selagem do corredor de concreto entre as ruas Argolo e Cassiano, para que os coletivos passem a utilizar 100% do corredor - o que pode demorar até dez dias, prevê. Passado o período, as paradas voltam para a esquina com a Senador Mendonça e com a Voluntários da Pátria, como funcionava até começar a obra.

Para finalizar o último trecho, também falta a instalação de mobiliário urbano, o que inclui lixeiras e paradas de ônibus, iluminação LED, sinalização horizontal e vertical e acessibilidade - rampas e piso tátil. A empresa também trabalhava na retirada de material da obra na manhã de ontem. "Nossa expectativa é que essa obra seja concluída 100% nos primeiros dias de janeiro", estima Ramalho.

Proibido estacionar
O secretário de Transporte e Trânsito (SMTT), Flávio Al Alam, já deixa avisado: está proibido estacionar no corredor de ônibus em toda a Deodoro. Uma equipe de agentes foi enviada ao trecho para orientar motoristas e pedestres que ainda têm dúvidas de como está o funcionamento do trânsito. O retorno dos coletivos à via, observou Al Alam, já trouxe resultados na fluidez do trânsito em outras avenidas e ruas do Centro em horário de pico. "Agora a população precisa se reacostumar a usar a Deodoro, refazer os trajetos, voltar ao normal. É uma via importantíssima que alivia em outras áreas", disse.

Linhas que retornam
- Pestano
- Getúlio
- Lindoia
- Posto Branco
- Santa Rosa
- Santa Terezinha
- Sítio Floresta
- Vila Princesa
- Py Crespo
- Rota do Sol
- Sanga Funda
- Arco-Íris
- Jardim Querência
- Cohab 2
- Anglo
- Balsa
- Navegantes
- Bom Jesus
- Padre Réus
- Guabiroba Pelotense
- Cohab Fragata Pelotense
- Bandeirantes
- Fragata Pelotense
- Passo do Salso Pelotense
- Lauro Ribeiro
- Frontino Vieira
- CAVG
- Laranjal
- Balneário dos Prazeres


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados