Pandemia

Ônibus vão circular só para profissionais de saúde

Durante o período de lockdown, o transporte coletivo atenderá apenas profissionais devidamente identificados

06 de Agosto de 2020 - 23h16 Corrigir A + A -
Os ônibus circularão em três faixas de horários: das 6h às 7h30min, das 12h às 13h30min e das 18h às 19h30min

Os ônibus circularão em três faixas de horários: das 6h às 7h30min, das 12h às 13h30min e das 18h às 19h30min

A Secretaria de Transporte e Trânsito (STT) elaborou uma tabela de horários do transporte coletivo que vai atuar durante o período de lockdown em Pelotas, com início previsto para este sábado (8) e término para a terça-feira, dia 11, ao meio-dia. Os ônibus estarão à disposição de profissionais da saúde, devidamente identificados em crachá.

“Vamos garantir a ida e a volta de profissionais da saúde, nos horários habituais de início e término de jornada de trabalho. As classes, salvo exceções, atuam em regime de seis ou de 12 horas e haverá ônibus para transportá-las”, afirma o secretário de Transporte e Trânsito, Flávio Al-Alam.

Com a paralisação total das atividades não essenciais no município, foi implementada a alteração para o deslocamento dos coletivos e os ônibus interbairros não vão circular durante o lockdown, já que os locais de trajeto são atendidos por linhas específicas.

Os ônibus circularão em três faixas de horários: das 6h às 7h30min, das 12h às 13h30min e das 18h às 19h30min. 

Táxis, mototáxis e aplicativos

A STT alerta que o transporte alternativo, feito por táxis, mototáxis ou aplicativos, poderá circular somente para conduzir usuários para os locais liberados no Decreto 6.300/2020, que institui o lockdown na cidade. Quem for à farmácia, ao atendimento de saúde, ou à Rodoviária, por exemplo, locais que estarão funcionando durante o fechamento das atividades na cidade, poderá utilizar algum desses meios.

O secretário Flávio Al-Alam salienta que a liberação para uso de táxis, mototáxis ou veículos de aplicativos atinge profissionais da segurança, porteiros de prédios e cuidadores de idosos. 

Ao condutor do veículo cabe a responsabilidade de justificar, caso abordado, para onde está conduzindo seu passageiro. As situações acima não implicam em penalidade.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados