Recurso

Oito hospitais da região irão receber R$ 3,5 milhões de emendas da bancada federal

Verba extraordinária para o enfrentamento da Covid-19 foi anunciada em videoconferência entre deputados, senadores e membros do governo do Estado

30 de Junho de 2020 - 22h19 Corrigir A + A -

Por: Michele Ferreira
michele@diariopopular.com.br 

Hospital de Caridade de Canguçu terá R$ 1 milhão para investimentos (Foto: Vinicius Conrad - Especial - DP)

Hospital de Caridade de Canguçu terá R$ 1 milhão para investimentos (Foto: Vinicius Conrad - Especial - DP)

Oito hospitais da região estão na lista das 111 instituições, que contam com gestão estadual, e irão receber recursos de emendas extraordinárias da bancada federal gaúcha. Ao todo, mais de R$ 3,5 milhões serão liberados para reforçar o combate à Covid-19 na Zona Sul. O anúncio foi feito através de videoconferência transmitida nas redes sociais, nesta terça-feira (30).

O montante para o Rio Grande do Sul atingirá um total de R$ 99,3 milhões; R$ 43,4 milhões encaminhados às mais de cem instituições hospitalares e outros R$ 55,9 milhões que já tinham começado a ser pagos a municípios com gestão plena da Saúde.

"Estamos sabendo atuar de maneira uniforme neste momento, fazendo das diferenças um aprendizado no combate ao coronavírus. A bancada gaúcha se uniu e decidiu, de maneira unânime, redirecionar os recursos para auxiliar os hospitais", afirmou o deputado Pedro Westphalen (PP), ao se pronunciar em nome do líder da bancada federal, Giovani Cherini (PL), que não pôde comparecer ao encontro virtual.

O governador do Estado, Eduardo Leite (PSDB), agradeceu o apoio dos parlamentares não só na articulação para a chegada do dinheiro extra, como também na interlocução com a União. "O governo do Estado é uma peça na engrenagem. Não governamos o Estado sozinho, nem faremos as mudanças necessárias sozinhos", destacou.

Verba permitirá melhor estruturação dos hospitais

A contratação de mais equipes para reforçar o enfrentamento à Covid-19 e a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e de medicamentos despontam entre as prioridades para o uso dos recursos. Quem destaca é o presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-Sul), Maicon Lemos, ao mencionar o ápice da pandemia na Zona Sul, seja em número de casos confirmados, de internações ou de mortes.

Ao falar como secretário de Saúde de Rio Grande, Lemos mencionou que os mais de R$ 1,4 milhão encaminhados à Santa Casa não contribuem apenas na melhor estruturação da ala Covid. A instituição é referência para região em outras áreas de média e de alta complexidade, como traumatologia, neurologia, oncologia e cardiologia. Portanto, o hospital precisa ter caixa disponível para investir em várias frentes. O novo coronavírus é apenas uma delas.

A expectativa é de que, ainda no mês de julho, a Santa Casa passe a contar com 20 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Adulto, específicos para a Covid-19; o dobro da estrutura atual. A chegada de dez respiradores - enviados pelo Ministério da Saúde -, prevista para sábado, é mais um dos avanços para que o novo espaço possa entrar em operação e beneficiar a comunidade de toda a Zona Sul; não apenas os rio-grandinos que, eventualmente, tiverem o quadro da doença agravado. 

"Precisamos estar o melhor estruturados possível, com retaguarda técnica. Por isso, esses recursos são muito importantes para todos os hospitais", enfatiza Maicon Lemos.

Quanto chegará das emendas federais na região?

- Hospitais sob gestão estadual: total de R$ 3,5 milhões, assim divididos:

* Amaral Ferrador - Sociedade Hospitalar São José: R$ 100.000,00
* Arroio Grande - Santa Casa de Misericórdia: R$ 100.000,00
* Canguçu - Hospital de Caridade: R$ 1.077.286,00
* Pinheiro Machado - Hospital Pinheiro Machado: R$ 170.000,00
* Piratini - Hospital de Caridade Nossa Senhora da Conceição: R$ 70.000,00
* Rio Grande - Santa Casa: R$ 1.430.860,00
* Santa Vitória do Palmar: Santa Casa de Misericórdia: R$ 306.736,00
* São Lourenço do Sul: Santa Casa de Misericórdia: R$ 290.000,00


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados