Calendário

Novo semestre letivo ainda será remoto

O calendário está organizado em 15 semanas letivas, sendo que, serão oito semanas de atividades remotas

28 de Julho de 2021 - 21h12 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Até esta quinta-feira (29), os estudantes poderão solicitar sua rematrícula de forma online nas disciplinas que terão início em 9 de agosto (Foto: Jô Folha - DP)

Até esta quinta-feira (29), os estudantes poderão solicitar sua rematrícula de forma online nas disciplinas que terão início em 9 de agosto (Foto: Jô Folha - DP)

A Pró-Reitoria de Ensino da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) salienta aos estudantes que o novo semestre letivo, que inicia na próxima segunda-feira (9) ainda será de ensino remoto emergencial, ou seja, realizado de forma online.

A regulamentação de como o primeiro semestre letivo de 2021 – a ser realizado no segundo semestre civil – deve ocorrer veio do parecer normativo n° 49 do Conselho Coordenador do Ensino, da Pesquisa e da Extensão (Cocepe).

O calendário está organizado em 15 semanas letivas, sendo que, serão oito semanas de atividades remotas. As outras sete semanas têm a possibilidade de abrigarem atividades práticas presenciais para cursos que demandem tais ações, caso as condições sanitárias assim permitam. Os cursos que prescindem de tais práticas terão aulas remotas em todo o semestre.

Rematrículas

Até esta quinta-feira (29), os estudantes poderão solicitar sua rematrícula de forma online nas disciplinas que terão início em 9 de agosto. Entre os dias 2 e 4, o sistema estará disponível para solicitação de correção de matrícula, ou seja, para inclusão e exclusão de disciplinas. E na semana seguinte estará aberto o prazo para solicitação de matrícula especial, isto é, matrícula em outros cursos.

Os ingressantes selecionados pelo Sisu, Pave nota do Enem ou do processo especial para quilombolas e indígenas não precisam solicitar matrícula em disciplinas, pois são matriculados automaticamente pelo colegiado de curso nas disciplinas ofertadas para o primeiro semestre.

Os estudantes impossibilitados cursar disciplinas neste semestre deverão encaminhar justificativa ao colegiado de curso até o dia 27 de agosto, como condição para manutenção de seu vínculo com o curso. Esses estudantes serão matriculados em um componente curricular sem crédito ou carga horária chamada “Vínculo – Ensino Remoto Emergencial 2021/1”.

Ainda não serão realizadas as matrículas para as disciplinas que terão atividades presenciais a partir de outubro. Estas estão previstas para ocorrer na última semana de setembro; no entanto, elas ainda dependem da aprovação do plano de ofertas encaminhado pelos colegiados de curso à comissão especial sobre o tema instalada no Cocepe. O grupo analisará as propostas enviadas pelos cursos, com anuência das respectivas unidades acadêmicas, a partir dos critérios apontados pelo parecer normativo e levando em consideração prioridades e possibilidades de oferta. 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados