Adeus

Morre Renato Canini, o "pai" de Zé Carioca

Ilustrador vivia em Pelotas e morreu aos 77 anos

30 de Outubro de 2013 - 22h17 Corrigir A + A -
Canini estava radicado em Pelotas há quase 20 anos

Canini estava radicado em Pelotas há quase 20 anos

Última atualização às 23h39min

Morreu na noite desta quarta-feira (30) o ilustrador Renato Canini, vítima de um mal súbito. Natural de Paraí, no Rio Grande do Sul, ele vivia em Pelotas com a esposa Maria de Lourdes Martins Canini. O desenhista, que tinha 77 anos, foi homenageado em 2003 com o Troféu HQ Mix, recebendo o título de "Grande Mestre" do quadrinho nacional. 

O enterro de Canini será nesta quinta-feira (31), às 16h, no Cemitério Ecumênico São Francisco de Paula, Capela B.

O "pai" de Zé Carioca

Renato Canini iniciou a carreira no mundo das ilustrações aos 21 anos. À epóca, foi admitido pela revista Cacique após enviar alguns desenhos e ter o trabalho aprovado. Depois, colaborou com charges e o talento próprio para diversas publicações. Em 1967, foi contratado para ilustrar uma revista da Igreja Metodista. 

Aos poucos, Canini viu a carreira decolar. Depois do primeiro trabalho em São Paulo, foi chamado para trabalhar na Editora Abril. O que lhe tornaria um mestre no que fazia, porém, veio em 1970. Já de volta ao Rio Grande do Sul, mais precisamente a Porto Alegre, o ilustrador "abrasileirou" Zé Carioca, dando um estilo de fato mais brasileiro a personagem. Fez isso por cerca de cinco anos. Para ser lembrado para sempre.

Cidadão Pelotense

Renato Canini recebeu em 2005 o título de Cidadão Pelotense. 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados