Pandemia

Moradores do Anglo recebem máscaras e orientações

Município realiza ação educativa e preventiva no loteamento, com participação da Seplag e apoio das secretarias de Segurança Pública e de Saúde

15 de Julho de 2020 - 17h36 Corrigir A + A -
Serviço social e técnico chegam às famílias do Anglo com material informativo e preventivo (Foto: Divulgação - Seplag)

Serviço social e técnico chegam às famílias do Anglo com material informativo e preventivo (Foto: Divulgação - Seplag)

Cerca de cem máscaras e panfletos informativos sobre a Covid-19 foram distribuídos a moradores do Loteamento Anglo, nesta semana, pelo Poder Público. Para essa ação, o município contou com a iniciativa da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), com apoio da de Segurança Pública (SSP-GM) e da Saúde (SMS). O objetivo foi o de alcançar pessoas de maior vulnerabilidade social, residentes em área do projeto do PAC Farroupilha.

Pela Seplag, atuaram profissionais da área de Assistência Social e de Arquitetura, com acompanhamento da Guarda Municipal. A missão mais importante foi a de dirimir dúvidas quanto ao uso correto da máscara e sobre a Lei da Multa, que entrará em vigor nesta quinta-feira (16), para quem não a utilizar em vias públicas ou locais públicos.

“A Seplag é conhecida por realizar as grandes obras de infraestrutura da cidade. No entanto, também promove, periodicamente, ações voltadas ao aspecto humano, de cunho social, atendendo a projetos. Muitos moradores do Anglo não tinham máscara, por falta de condições para adquiri-la. A quantia de R$ 2,00, que poderia ser usada para a compra de uma máscara, faz a diferença para essas pessoas”, observa o secretário de Planejamento e Gestão, Roberto Ramalho.

A comunidade agradece

O líder comunitário do Anglo, Pedro Ferraz, manifestou agradecimentos à prefeitura, em nome dos moradores. “O trabalho de conscientização que foi realizado é de grande importância. Todos receberam muito bem as orientações de prevenção e cuidados contra o avanço da pandemia. O pessoal da prefeitura ir nos bairros significa proteção às famílias”, registrou.

Ferraz destaca que o trabalho realizado no loteamento foi solidário e educativo. “Peço aos moradores que colaborem, que se previnam, lavem as mãos, mantenham distância uns dos outros e usem máscaras”, frisou, ao mesmo tempo em que fez o pedido para que o trabalho seja levado a outros bairros da cidade. Na próxima semana, a visita da equipe está programada para os loteamentos Ceval e Osório. 

Moradores do loteamento do Anglo, que integra o projeto do PAC Farroupilha, já estão pagando os carnês da regularização fundiária, que lhes darão direito à escritura dos lotes. A área conta com 157 lotes, dos quais 90 têm moradia.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados