Preocupante

Média chega a duas mortes por dia na Região Sul

Em intervalo de dez dias, 20 óbitos por Covid-19 foram notificados e o total chega a 36 vidas perdidas para a pandemia na Zona Sul - a maioria de homens idosos

13 de Julho de 2020 - 21h53 Corrigir A + A -

Por: Michele Ferreira
michele@diariopopular.com.br 

Rio Grande vem apresentando o pior cenário da pandemia na Região Sul (Foto: Divulgação - Secom)

Rio Grande vem apresentando o pior cenário da pandemia na Região Sul (Foto: Divulgação - Secom)

A Zona Sul chegou a uma triste marca nesta segunda-feira. Em apenas dez dias, 20 mortes foram registradas na região; uma média de duas vidas abreviadas a cada dia. E o mais assustador: desses 20 óbitos, 13 são de moradores de Rio Grande, que desponta também com o maior número de casos de novo coronavírus*. Até as 18h50min, a Zona Sul contabilizava 1.318 infectados, em 15 municípios.

*Mais tarde, na noite desta segunda-feira (13), a Vigilância Epidemiológica de Rio Grande atualizou os dados do município, com mais três mortes e 47 novos contágios.

Na tarde desta segunda, a cidade de Herval notificou o primeiro diagnóstico positivo. É mais um elemento que demonstra o avanço da pandemia. Na última semana, Turuçu também havia entrado para o mapa da contaminação da Covid-19. Agora, apenas sete municípios seguem sem registro da doença.

O Diário Popular traz o perfil das vítimas da região, que espelham o cenário que se repete no Rio Grande do Sul: a maioria das pessoas que perdeu a batalha para o novo coronavírus é homem e idoso. Em nível estadual, entretanto, o sexo masculino representa 57% das mortes. Na Zona Sul, a proporção é ainda maior: chega a 66%.

Detalhe: em nenhuma das faixas etárias, as mulheres são maioria entre as 36 vítimas da região. O fato também é observado quando analisados os dados do Rio Grande do Sul: as mulheres morreram em menor número; da única criança que perdeu a batalha para a Covid-19, no Estado, até os idosos, acima dos 80 anos. Na grande maioria dos casos, os pacientes apresentavam outras complicações de saúde.

Confira o cenário da pandemia

Em Pelotas

O agravamento da situação, mais uma vez, pôde ser expresso pelas hospitalizações. Até a tarde desta segunda, 28 pessoas estavam internadas; seis moradoras de outros municípios. O número de pacientes em leito de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) alcançou a maior ocupação nesta segunda-feira, com 14 pessoas. É o equivalente a 45% da estrutura disponível para os quadros mais graves em Pelotas. O município também chegou a 441 casos confirmados do novo coronavírus, com mais nove resultados positivos. Ao todo, 289 são considerados recuperados.

No Estado

O número de infectados bateu em 39.656, nesta segunda, com 458 novos resultados positivos. As mortes beiravam os mil casos. No começo da noite eram 995. A pandemia já está espalhada por 433 municípios gaúchos.

Na Zona Sul

A semana começou com a confirmação do óbito de uma moradora de Rio Grande, que estava internada no Hospital-Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE-UFPel). A paciente era uma idosa de 70 anos. Em Herval, a equipe da Vigilância Epidemiológica registrou o primeiro caso positivo: trata-se de um homem de 65 anos, que esteve em Porto Alegre para realização de cirurgia cardíaca e voltou da capital infectado. O idoso passa bem e está em isolamento domiciliar. Com novos casos notificados em Pelotas, São Lourenço do Sul, Canguçu, Santa Vitória do Palmar, Pinheiro Machado e São José do Norte, a região atingiu um total de 1.318 infectados. Até o fechamento desta reportagem, o município de Rio Grande ainda não havia divulgado o boletim diário, que elevou consideravelmente os números e pode ser conferido aqui.

Rio Grande: 583* 
Pelotas: 441
São José do Norte: 95
Canguçu: 54
Santa Vitória do Palmar: 41
São Lourenço: 38
Capão do Leão: 18
Piratini: 11
Arroio Grande: 11
Candiota: 8
Chuí: 8
Pinheiro Machado: 5
Jaguarão: 3
Turuçu: 1
Herval: 1

Total: 1.318

bandas (3)

*As artes gráficas da reportagem não trazem os números atualizados de Rio Grande, divulgados após o fechamento da edição.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados