Saúde

Mamografia Amiga chega a Pelotas nesta segunda

Durante dois dias, cidade receberá o projeto que possibilita a realização de exames preventivos a mulheres de baixa renda

07 de Dezembro de 2019 - 11h49 Corrigir A + A -
Atendimento será oferecido através de parceria entre a Caixa d Assistência dos Advogados do RS e Instituto da Mama do RS (Foto: Infocenter DP)

Atendimento será oferecido através de parceria entre a Caixa d Assistência dos Advogados do RS e Instituto da Mama do RS (Foto: Infocenter DP)

Nesta segunda e terça (9 e 10) chega a Pelotas o Mamografia Amiga. Criada pela Caixa de Assistência dos Advogados do Rio Grande do Sul (CAA/RS) em conjunto com o Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (Imama). A iniciativa proporciona às advogadas gaúchas exame da mamografia com um custo menor e ainda, possibilita que elas indiquem outras mulheres, usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS), para realizar os procedimentos preventivos ao câncer de mama. Além de Pelotas, outros quatro municípios são parceiros do projeto.

O projeto social foi pensado para atender não só advogadas, mas também a mulheres de baixa renda. As advogadas que aderirem à iniciativa poderão indicar outra mulher que não tenha condições de custear a mamografia. Caso não tenha uma pessoa para indicar, o valor fica como um crédito, disponibilizado a mulheres que procurarem o Mamamóvel, mas não possuírem indicação.

Para a realização dos exames, será cobrada uma taxa de R$ 50,00 das advogadas. O agendamento devem ser feito pela internet, no site da CAA, com o número da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e ser efetuado o pagamento do exame, com a possibilidade de já indicar a outra beneficiária. Na sequência, será encaminhada para a Subseção de Pelotas que, em parceria com o Imama, marcará a data e o horário.

O ônibus, que chega a Pelotas nesta segunda-feira, já passou por Bagé (entre os dias 2 e 3) e Santana do Livramento (entre os dias 4 e 5). Daqui, ele seguirá para Lajeado, entre os dias 16 e 17, e Santa Cruz do Sul, onde atuará entre os dias 18 e 19.

Meta

A ideia tem origem na campanha do Outubro Rosa, trabalho anual de prevenção contra o câncer de mama. Segundo a vice-presidente da CAA, Mariana Reis, a ideia foi concebida em parceria com o Imama. "Nós trabalhamos essa ideia desde outubro. Conversamos com o Instituto para abranger mais mulheres, uma vez que o câncer de mama é uma das doenças que mais matam no Rio Grande do Sul. Nossa meta é levar mil mamografias para o interior do Estado, com uma média de 18 exames por dia", destacou Mariana.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados