Ajuda

Mais de três semanas sem Mirella

Estudante de Nutrição da UFPel está desaparecida desde o dia 27 de julho, quando foi deixada pelo pai e pela irmã no prédio da Faculdade de Medicina

19 de Agosto de 2018 - 14h44 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Mirella está desaparecida desde o dia 27 de julho (Foto: Reprodução/Facebook)

Mirella está desaparecida desde o dia 27 de julho (Foto: Reprodução/Facebook)

O desaparecimento da estudante Mirella da Mota Gomes completa 23 dias neste domingo (19). Ela foi vista pela última vez na manhã da sexta-feira, 27 de julho, quando foi deixada na Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), no bairro Fragata.

Familiares, amigos e a comunidade em geral continuam distribuindo panfletos com a foto da jovem de 18 anos. Cartazes tomam as ruas e vídeos as redes sociais. A gêmea de Mirella, Mariana, alerta que a irmã andava estressada com a reta final do semestre. "Ela já não tinha certeza da profissão que queria seguir. Não comia ou dormia direito."

Professores e colegas confirmaram que Mirella não esteve em sala de aula no dia do desaparecimento. Ela foi deixada na frente do prédio da Leiga pelo pai e pela irmã, que logo em seguida seguiram para o Campus do Capão do Leão, onde Mariana cursa Biotecnologia.

Em uma das últimas publicações nas redes sociais, a família diz que ainda não houve notícias concretas sobre o paradeiro da jovem. "Até agora apenas pistas falsas, trotes ou enganos. Seguimos na luta por Mirella".

Colabore!
Mirella Pinto da Mota Gomes, 18, tem cabelos castanhos compridos e estatura baixa: mede 1,55 metro. Naquela manhã, estava com o cabelo preso, vestia jaqueta cinza, calça azul-marinho larga, botas de cor marrom e usava lenço lilás e uma bolsa preta. A jovem também carregava o jaleco da Faculdade de Nutrição, com o nome bordado. Mais informações podem ser repassadas pelos telefones (53) 99987-0763 e 98135-1903.

Você também pode colaborar. Ligue para o telefone (53) 3310-8168. Não é preciso se identificar.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados