Tecnologia

Inscrições para o Radar Agtech Brasil vão até o dia 31 de maio

Mapeamento realizado pela Embrapa confere às startups do agro mais visibilidade junto a empreendedores de ecossistemas

13 de Maio de 2022 - 14h07 Corrigir A + A -
A edição 2020/2021 identificou 1.574 agtechs (Foto: Divulgação - DP)

A edição 2020/2021 identificou 1.574 agtechs (Foto: Divulgação - DP)

Startups do setor agropecuário brasileiro interessadas em participar do Radar Agtech Brasil 2022 têm até o dia 31 de maio para realizar o cadastro. O mapeamento feito pela Embrapa com a SP Ventures e a Homo Ludens Research & Consulting confere às agtechs visibilidade junto a empreendedores de ecossistemas local e internacional. A participação voluntária é gratuita. Agtechs que participaram de edições anteriores também devem se cadastrar.

Para o cadastramento, são coletadas informações básicas sobre a empresa, como localização, site, data de fundação e contato, bem como dados que categorizam a agtech no processo de produção, sendo oferecidas alternativas para as etapas antes, dentro e depois da fazenda.

Também deve ser indicada a área de atuação da startup (pecuária, aquicultura, suinocultura, avicultura, grãos, horticultura, frutas entre outros). O formulário coleta, ainda, sugestões e desafios das agtechs. “As informações viabilizam o acompanhamento detalhado do segmento para fins de políticas públicas e também fomentam e potencializam parcerias e negócios com o setor privado, por meio da inovação aberta”, informa o secretário de Inovação e Negócios da Embrapa (SIN), Raul Rosinha.

Na última edição do mapeamento, além de divulgar os resultados do levantamento pelo site, foi produzido um livro para facilitar a circulação das informações coletadas pelo estudo. “Em 2022, a publicação vai ganhar versões em inglês e mandarim, em parceria com a empresa Plug and Play China”, diz Luiz Sakuda, sócio-fundador da Homo Ludens.

“O Radar Agtech Brasil tem sido a principal fonte de informações para quem deseja obter um panorama das empresas de base tecnológica do setor e dos investidores que têm realizado aportes em agtechs no Brasil”, afirma Francisco Jardim, sócio-fundador da SP Ventures. O lançamento da edição 2022 do mapeamento está previsto para outubro.

Marco legal
A edição 2020/2021 do mapeamento identificou 1.574 agtechs, número 40% maior que a edição anterior. Este ano, o levantamento está sendo feito sob vigência da Lei Complementar 182, de junho último, que instituiu o marco legal das startups e do empreendedorismo inovador.

Pela nova lei, são enquadradas como startups as empresas nascentes - de até dez anos e com receita bruta de até 16 milhões de reais - caracterizadas pela inovação aplicada a modelo de negócios ou a produtos ou serviços ofertados.

O Radar Agtech vai diferenciar as agtechs que estejam enquadradas no marco legal, sem deixar de incluir as agtechs inovadoras que tenham receita ou idade superiores à lei. Todas podem se cadastrar.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados