Restauro

Igreja do Porto segue em obras e chama a população

Almoço no domingo será realizado para angariar verba para continuidade do salvamento do prédio

04 de Dezembro de 2020 - 09h00 Corrigir A + A -
Salvamento está dividido em duas etapas de execução (Foto: Divulgação - DP)

Salvamento está dividido em duas etapas de execução (Foto: Divulgação - DP)

Patrimônio de Pelotas, a Igreja Matriz da Paróquia Sagrado Coração de Jesus - conhecida como Igreja do Porto -, está salva. Quem garantiu a estabilidade do espaço foi o próprio pelotense, ao contribuir com as diversas campanhas com o objetivo de arrecadar fundos às obras que pretendem recuperar o templo por inteiro. Elas seguem, agora para as próximas etapas.

A campanha de arrecadação para as obras teve início em outubro, quando também começaram os trabalhos, inicialmente pelos elementos decorativos, piso, mármores e capitéis. Foram ainda retirados os vitrais do átrio, preciosidade antiga da igreja. Na sequência foi feito um trabalho para salvar arcos, portas, janelas. Nesse momento, foi descoberto que dois dos arcos não estavam no devido lugar, ao que uma obra de contenção foi necessária. "Isso tudo fez com que a igreja não viesse a cair, o que era nosso primeiro objetivo", explica o pároco, padre Wilson Fernandes. O serviço está sendo coordenado pelo escritório Simone Neutzling Arquitetura, especializado em restauro de estruturas históricas.

Concluída essa etapa, do interior, chega o momento de recuperar a área externa da Igreja do Porto. Parte mais complicada do trabalho, acredita Fernandes. Neste momento, serão colocadas novas escoras e feito o ancoramento - um serviço mais estrutural, ele explica. O valor necessário, R$ 90 mil, não é baixo, principalmente para quem tem pressa e, portanto, não tem condições de esperar os trâmites por vezes burocráticos de uma lei de incentivo.

Dada a realidade difícil, a Igreja do Porto chama novamente não apenas os fiéis, mas toda a comunidade de Pelotas a contribuir. De diversas formas: existe carnê mensal, existe rifa e, no próximo domingo, existirá um almoço. Os ingressos para o almoço custam R$ 30,00 e podem ser adquiridos através do telefone (53) 99703-3999. "Eu quero agradecer a toda comunidade que se solidarizou conosco. Estamos fazendo aos poucos, com contribuição de todos. Esse templo não é somente de Igreja Católica. Ele é um patrimônio da cidade", comenta o padre Wilson Fernandes.

O pároco acrescenta que, terminada essa segunda etapa, o trabalho não se encerra. Na verdade, é aí que ele ganha corpo: com a igreja a salvo é que poderá ter início, enfim, o restauro propriamente dito. "É algo que se estende ainda por muito tempo", finaliza.

Casa histórica

A Igreja do Porto foi fundada em novembro de 1912, pelo então bispo Dom Francisco de Campos Barreto, com o objetivo de contemplar o grande número de fiéis na região. Cinco anos depois, ainda inacabado, o espaço começou a receber celebrações. A conclusão se daria em 1921, quando o prédio, definido como igreja matriz, foi inaugurado com grande celebração.
O prédio foi construído em estilo barroco romano e possui um marcante altar-mor em madeira esculpida com a imagem do Sagrado Coração de Jesus em postura de bênção. No início de 2020, recebeu o status de patrimônio histórico e cultural de Pelotas, por conta da importância para Pelotas.

Relembre
A segunda igreja mais antiga da cidade teve sua estrutura comprometida após a passagem do ciclone-bomba, entre junho e julho. Os efeitos do fenômeno trouxeram graves prejuízos ao templo, que esteve sob risco de desabar. O ciclone-bomba fez com que as colunas de sustentação fossem prejudicadas e a possibilidade de colapso era iminente. 25 dias após a passagem do vendaval, surgiu outro prejuízo. Houve o desprendimento de um bloco de gesso das paredes. Com esse cenário não restou outra alternativa se não a interdição da paróquia.


[BOX]
Como contribuir
Ingressos para o almoço: as reservas de mesas para o evento, no domingo, podem ser feitas através do telefone (53) 99703-3999.
Financiamento coletivo: contribuições financeiras podem ser feitas através do link http://vaka.me/1439626.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados