Pandemia

IFSul adia vestibular de verão para evitar riscos

Anúncio foi feito nesta sexta-feira pela reitoria com o objetivo é prevenir as aglomerações

18 de Setembro de 2020 - 22h44 Corrigir A + A -
Medida quer preservar saúde de servidores e candidatos (Foto: Paulo Rossi - Infocenter - DP)

Medida quer preservar saúde de servidores e candidatos (Foto: Paulo Rossi - Infocenter - DP)

Devido à pandemia da Covid-19, o Instituto Federal Sul-rio-grandense (FSul) adiará o vestibular de verão 2021 para os cursos técnicos integrados, concomitantes, subsequentes e os de graduação. A decisão é fruto de uma postura do IFSul, que vem avaliando constantemente o cenário de contágio pelo coronavírus, seguindo as recomendações dos órgãos de saúde.

Segundo o reitor Flávio Nunes, essa tomada de decisão é fundamental para a preservação da saúde física e mental de toda a comunidade acadêmica e dos profissionais de serviços terceirizados. “O nosso vestibular de verão 2021 ocorre normalmente em dezembro e vamos adiá-lo para evitar a aglomeração de pessoas. A realização de um processo dessa magnitude requer, em todas as suas fases, a participação de um número enorme de pessoas, e é extremamente necessária a preservação da integridade de servidores, candidatos e de seus familiares”, explica.

Na avaliação do Pró-reitor de Ensino, Rodrigo Nascimento, a medida é salutar, porque o ingresso de novos estudantes ocorrerá somente após a recuperação do calendário, já que, efetivamente, todos os alunos aprovados no vestibular de verão de 2020, que se matricularam, estão com o calendário suspenso. “A medida também favorece para que haja a organização de um sistema acadêmico com a realização de matrículas totalmente online, evitando filas, aglomerações e geração de papéis”, diz.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados