Fraternidade

Evento na UCPel lança Campanha da Fraternidade 2020

O tema 'Fraternidade e Vida' terá como enfoque o suicídio. A atividade ocorrerá em 4 de março, às 19h30, no Auditório Dom Antônio Zattera

28 de Fevereiro de 2020 - 22h04 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Na atividade proposta pela Universidade, ganhará ainda o enfoque da crescente taxa de suicídios no Rio Grande do Sul, problemática que será analisada por três convidados (Foto: Divulgação - DP)

Na atividade proposta pela Universidade, ganhará ainda o enfoque da crescente taxa de suicídios no Rio Grande do Sul, problemática que será analisada por três convidados (Foto: Divulgação - DP)

A apresentação da Campanha da Fraternidade 2020 chega à Universidade Católica de Pelotas (UCPel) na próxima quarta-feira (04). Lançada nacionalmente na Quarta-Feira de Cinzas (26) tem como tema 'Fraternidade e Vida' e lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele”. Na atividade proposta pela Universidade, ganhará ainda o enfoque da crescente taxa de suicídios no Rio Grande do Sul, problemática que será analisada por três convidados.

Palestrante do encontro, o diretor do Instituto Superior de Formação Humanística da UCPel e bispo da Diocese de Rio Grande, Dom Ricardo Hoepers, avalia o mote da Campanha como um convite para o olhar mais atendo à vida. Além dele, o professor do curso de Psicologia da UCPel, Luciano Souza, e a sargento do 3ºBBM Região Sul, Jessica Pires, irão contribuir para o debate.        

A partir do tema da Campanha em 2020, o suicídio e sua crescente taxa no país e no Rio Grande do Sul – na contramão da redução dos índices mundiais - foram os eleitos como problemática concreta a ser enfrentada.  “Queremos criar uma rede com centros de valorização da vida, com locais para acolhimento e conversa. A Capelania da UCPel deverá se tornar um destes espaços”, comenta.

Conforme Dom Ricardo, a Campanha trata sobre a vulnerabilidade da vida humana, crescente em vários âmbitos da sociedade. “O sentimento de solidão e a depressão vêm aumentando entre as pessoas, assim como socialmente vem sendo percebida a ineficiência de políticas públicas, falta de solidariedade e exclusão social”, aponta.

Para encorajar a ação social, a campanha nacional utiliza o exemplo da Irmã Dulce (Santa Dulce dos Pobres, conhecida como o Anjo Bom da Bahia) como exemplo do espírito de humanidade. No entendimento de Dom Ricardo, a Santa brasileira foi capaz de perceber a necessidade do outro.

Proposto pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) o tema é amplo e conclama para a proteção à vida. Na avaliação de Dom Ricardo, o tema apesar de estar ligado à religião conversa com diversos setores da sociedade, além de também ser muito atual. O evento ocorrerá a partir das 19h no Auditório Dom Antônio Zattera e será aberto a interessados.

Confirma a programação abaixo:

 

19h20 - Composição da mesa

- Dom Ricardo Hoepers

Bispo da Diocese do Rio Grande

- Prof. Luciano Dias de Mattos Souza (UCPEL)

Psicólogo pela UCPel e Doutor em Psicologia Clínica pela PUC-RS

- 2ª Sgt. Jessica Pires (3º BBM)

Psicóloga, Setor de Comunicação Social do 3ºBBM, Região Sul, Pós-Graduação em avaliação psicológica e Clínica

19h30 - Dom Ricardo Hoepers

Tema: Campanha da Fraternidade 2020: Vida – dom e compromisso.

19h45 - Prof. Luciano Dias de Mattos Souza

Tema: Compreendendo o suicídio.

20h20 - 2ª Sgt. Jessica Pires

Tema: Prevenção ao suicídio: o que podemos fazer por nós mesmos e o outro?

21h00 - Perguntas e Dúvidas

21h30 - Encerramento


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados