Homenagem

Escola no Sítio Floresta ganha nome de escritora pelotense

Instituição de ensino se chamará Maria Helena Vargas da Silveira, a 'Helena do Sul'; instalações serão entregues à comunidade nesta sexta

03 de Julho de 2020 - 00h57 Corrigir A + A -
A foto é de antes da pandemia, em fevereiro, mas a obra será entregue nesta sexta (Foto: Gustavo Vara - Arquivo)

A foto é de antes da pandemia, em fevereiro, mas a obra será entregue nesta sexta (Foto: Gustavo Vara - Arquivo)

A construção da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) do Sítio Floresta está concluída. A instituição de ensino ganha o nome da escritora pelotense Maria Helena Vargas da Silveira, conhecida como Helena do Sul, que nasceu em 1940 e morreu em 2009. A autora deixou o acervo de romances, contos, poemas e crônicas, além dos exemplos de atuação em defesa das causas das pessoas negras de Pelotas. As instalações da unidade serão entregues à comunidade nesta sexta-feira (3).

“É uma grande realização a conclusão dessa escola – uma das mais qualificadas e mais bonitas –, construída integralmente com recursos próprios da prefeitura, para atender a comunidade do bairro Sítio Floresta, que cresceu muito nos últimos tempos”, enfatiza a prefeita Paula Mascarenhas.

Características da escola

A Emef Maria Helena Vargas da Silveira conta com mais de 1,7 mil metros quadrados de área construída e poderá receber até 250 alunos por turno. A unidade é composta por quatro blocos, 13 salas de aula e demais instalações, entre elas os laboratórios de Informática e Ciências; refeitório, cozinha; despensa; e cômodos destinados à direção, à secretaria, aos professores, ao almoxarifado e ao SOE. Também foram edificados banheiros independentes por setores, masculinos e femininos, com acessibilidade.

O educandário localiza-se em área de cerca de 3,7 mil metros quadrados, murada nos fundos e laterais, na rua Abrilino Freitas Cardoso, 2.976, em frente aos residenciais Amazonas e Roraima. A Escola dispõe de auditório e espaços abertos, dotados de quadra poliesportiva, playground e demais ambientes, além de pátio coberto com estrutura metálica e telhas termoacústicas.

Saiba sobre a homenagem

O nome Maria Helena Vargas da Silveira foi designado pela prefeita Paula à nova escola. A homenagem reconhece a trajetória de vida da escritora e a contribuição cultural, bem como a defesa da inclusão, que deixou à sociedade.

“Fico feliz em homenagear uma pelotense; professora que dedicou a vida ao ensino, à educação e à luta pela emancipação feminina e pelo fim do racismo, nesta oportunidade de entrega, à comunidade, de uma instituição educacional com essas características, desse porte e com essa qualidade”, frisa a prefeita.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados