Análise

Equipe técnica da STT analisa planilha do transporte coletivo

A Secretaria de Transporte e Trânsito avalia o impacto da alta do valor do diesel e outros insumos na tarifa atual

23 de Novembro de 2021 - 18h21 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Tendo em vista o retorno das aulas e a reabertura gradual dos estabelecimentos comerciais para horários noturnos, a STT organiza. junto ao Consórcio, horários específicos para atender melhor os usuários (Foto: Divulgação - DP)

Tendo em vista o retorno das aulas e a reabertura gradual dos estabelecimentos comerciais para horários noturnos, a STT organiza. junto ao Consórcio, horários específicos para atender melhor os usuários (Foto: Divulgação - DP)

A equipe técnica da Secretaria de Transporte e Trânsito começou, nesta semana, a analisar a planilha do transporte coletivo do Município. O reajuste do diesel, que já acumula alta de 31% desde agosto passado, pressiona os custos do sistema. A avaliação da tabela que compõe os insumos que baseiam o valor da tarifa estava prevista para ocorrer em fevereiro de 2022, mas foi antecipada, a pedido do Consórcio do Transporte Coletivo de Pelotas (CTCP), devido ao grande aumento no preço do combustível. O litro de diesel está R$ 5,40, em média, e já supera a passagem atual, fixada R$ 4,50.

Em contrapartida, o Município segue pressionando o CTCP a aumentar a oferta de horários para atender à crescente demanda de usuários. Segundo o titular da STT, Flávio Al-Alam, atualmente são 900 mil passageiros por mês que utilizam o sistema. “O momento ainda é crítico e requer muita atenção e planejamento, pois, apesar de existir uma procura um pouco maior pelo modal, os aumentos dos insumos que compõem a tarifa ainda pressionam o seu valor para além dos limites alcançados no último reajuste”, aponta Al-Alam.

Tendo em vista o retorno das aulas e a reabertura gradual dos estabelecimentos comerciais para horários noturnos, a STT organiza. junto ao Consórcio, horários específicos para atender melhor os usuários. “Desde setembro, estamos conseguindo ampliar muitos horários, mas precisamos ampliar ainda mais. O reforço na tabela da linha Guabiroba/Pinheiro Machado é um exemplo para atender as escolas. Da mesma forma, a linha Navegantes/Cohapel, que ainda não tinha atendimento noturno, após as 20h30min, passará a tê-lo”, explica o secretário.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados