Saúde

Em reunião, Arita Bergmann não projeta pagamento da dívida com municípios

São mais de R$ 400 milhões em incentivos atrasados para a região

10 de Fevereiro de 2019 - 17h45 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Secretaria Arita falou aos prefeitos da região sobre a situação da saúde. Foto: Gustavo Azevedo/Ascom

Secretaria Arita falou aos prefeitos da região sobre a situação da saúde. Foto: Gustavo Azevedo/Ascom

Ocorreu na tarde do sábado (9) reunião extraordinária da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul)  durante a 18ª Expofesta Regional da Melancia, em Pedro Osório. A saúde foi a pauta do encontro, que contou a apresentação de Arita Bergmann, titular da pasta no Estado. 

A secretária de Saúde destacou os programas criados em Pelotas e que deverão ser replicados em nível estadual, como o Mão de Obra Prisional e a Rede Bem Cuidar. Arita também atualizou os prefeitos sobre a situação financeira, com a previsão orçamentária para este ano. Apontou que ainda não há projeção para o pagamento da dívida com os municípios que supera os R$ 400 milhões. Adiantou, no entanto, que, a partir de março, o Estado voltará a pagar os repasses aos municípios regularmente. "Arita mostrou ter metas e isso nos dá segurança e esperança de retomar uma relação com o Estado de forma a atender as necessidades dos cidadãos", afirmou a prefeita. 

A dívida do governo estadual com Pelotas supera R$ 13 milhões. O valor se refere aos recursos não empenhados entre os anos de 2014 e 2018. A média mensal dos repasses que deverão ser retomados gira em torno de R$ 400 mil. Essa verba é direcionada para a manutenção e operação de programas e serviços de saúde na cidade. 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados