Economia

Em contenção de gastos, prefeitura suspende repasses ao SOS Animais

A ONG recebia R$ 45 mil por mês e, segundo a Assessoria de Comunicação do município, a ajuda deverá ser retomada no início do ano que vem

08 de Novembro de 2018 - 19h07 Corrigir A + A -

A prefeitura de Pelotas anunciou nesta quinta-feira (8), através de nota publicada em seu site, a suspensão temporária dos repasses financeiros ao programa de castração desenvolvido pela SOS Animais. No texto, são mencionadas dificuldades financeiras e atraso de pagamentos a fornecedores, exigindo a ampliação de contingenciamento orçamentário para o restante deste ano.

O processo de controle de gastos em contas já vem sendo tomado há algum tempo, lembra o secretário da Fazenda, Jairo Dutra. Ele explica estar trabalhando para evitar atrasos em pagamentos, principalmente ao funcionalismo público. Ressaltando que a crise financeira vem atingindo municípios e estados do país inteiro, lamentou a necessidade de efetuar alguns cortes em áreas específicas.

Um dos fatores que podem dar um gás para encerrar o ano com mais tranquilidade é a entrada dos pagamentos adiantados do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Outras ações estão sendo montadas para o próximo ano, visando dar mais fôlego aos cofres do município.

Em relação ao SOS Animais, que recebia R$ 45 mil por mês, a Assessoria de Comunicação do município ressaltou a importância do projeto e afirmou pretender retomá-lo no início do ano que vem, encaixando dentro do orçamento para o período. Neste ano, 2,5 mil castrações foram efetuadas em Pelotas através desta parceria.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados