Regularização

Débitos de terrenos também podem ser negociados pelo Retar

Programa de regularização de dívidas do Sanep permite parcelamentos com vantagens e condições especiais

25 de Novembro de 2021 - 15h41 Corrigir A + A -
Nesta edição, o programa de regularização de dívidas da autarquia concederá 100% de desconto para os juros e multa devidos entre abril de 2020 e maio de 2021

Nesta edição, o programa de regularização de dívidas da autarquia concederá 100% de desconto para os juros e multa devidos entre abril de 2020 e maio de 2021

Moradores que possuem terrenos com pendências no Sanep também podem aproveitar as condições de parcelamentos do Retar 2021 para quitá-las. Conforme determina a Lei Municipal 6.411/2016, mesmo sem o serviço de água, os terrenos são cobrados pela taxa do lixo. Portanto, se algumas contas não estão em dia, a comunidade tem a oportunidade de pagá-las com vantagens e parcelamentos em até 300 vezes para inscritos na Tarifa Social ou em até 108 vezes para população em geral.

Nesta edição, o programa de regularização de dívidas da autarquia concederá 100% de desconto para os juros e multa devidos entre abril de 2020 e maio de 2021 – independentemente do número de parcelas acertadas. Para aderir ao Retar, as faturas de julho (07/2021) deste ano até a atual precisam estar quitadas.

Os pelotenses podem consultar a condição do seu terreno e negociar as dívidas sem sair de casa, contatando a equipe de atendimento do Sanep pelo WhatsApp (53) 98425.0151 ou e-mail sanep.retar2021@gmail.com. O agendamento de data e horário para atendimento presencial, na sede da rua Félix da Cunha, 653, deve ser feito por meio do telefone (53) 3026-1144, opção 5.

Quem pode participar do programa:
O titular da conta ou terceiro com procuração (modelo de autorização disponível no site sanep.com.br/arquivos)

Documentos necessários:
- cópia simples de documento de identificação com foto e comprovante de inscrição no cadastro de pessoas físicas ou jurídicas, conforme o caso;
- cópia simples do ato constitutivo e aditivos, se pessoa jurídica;
- procuração particular, na hipótese de mandatário;
- cópia simples de instrumento hábil de comprovação de propriedade e/ou posse do imóvel (escritura pública, registro de imóveis, contrato de compra e venda, termo de posse).


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados