Para enxugar despesas

Condutores serão avisados do vencimento da CNH por e-mail e SMS

Aviso será remetido até 30 dias antes da data, desde que não haja processo de renovação aberto em um CFC

01 de Dezembro de 2019 - 11h48 Corrigir A + A -
Quem tem e-mail ou celular informado no cadastro vai receber mensagem eletrônica; quem não tiver, receberá correspondência

( Foto: Divulgação)

Quem tem e-mail ou celular informado no cadastro vai receber mensagem eletrônica; quem não tiver, receberá correspondência ( Foto: Divulgação)

Condutores do Rio Grande do Sul serão avisados pelo DetranRS do vencimento da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) por mensagem de celular e e-mail, e não mais por carta enviada pelos correios. A mudança está prevista na lei 15.384/2019, publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (29).

O aviso será remetido aos condutores até 30 dias antes da data de vencimento da CNH, desde que não haja processo de renovação aberto em um Centro de Formação de Condutores (CFC). Agora, o sistema vai verificar quem tem endereço de e-mail e/ou número de celular informados no cadastro e enviar a mensagem eletrônica. A versão física em papel será mantida somente para aqueles condutores que não tiverem essas informações cadastradas.

A remessa do aviso está prevista na lei 14.207/2013, que determinava a comunicação via postal. De janeiro a novembro de 2019, foram expedidas 393.944 cartas, com custo total de R$ 660.832,52 para os cofres públicos. As médias mensais foram de 35.813 avisos de vencimento de CNH, ao custo de R$ 60.075,68. A expectativa é de que esses gastos sejam reduzidos em pelo menos 50% com as mensagens eletrônicas.

Receba avisos do DetranRS
Interessados em receber esse e outros avisos do Detran devem fornecer endereço de e-mail e número de telefone quando realizarem algum serviço nos centros credenciados do Departamento Estadual de Trânsito e autorizar o envio das mensagens. Também é possível fazer o cadastro via internet, por meio da Central de Serviços, acessível pelo site www.detran.rs.gov.br.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados