Revitalização

Começa o restauro da Capela da Santa Casa

A primeira etapa da obra será a recuperação do telhado e a readequação da parte elétrica

29 de Setembro de 2020 - 08h50 Corrigir A + A -
Espaço tem 136 anos e está interditado desde fevereiro de 2019 (Foto: Jô Folha - DP)

Espaço tem 136 anos e está interditado desde fevereiro de 2019 (Foto: Jô Folha - DP)

As intervenções tiveram início há duas semanas (Foto: Divulgação - DP)

As intervenções tiveram início há duas semanas (Foto: Divulgação - DP)

Interditada desde fevereiro do ano passado, a Capela de 136 anos da Santa Casa será restaurada e poderá, novamente, abrigar as missas que ocorriam no local. Com as ações preliminares de obras ocorrendo desde o meio de setembro, o primeiro passo a ser dado é a troca do telhado. As obras têm previsão de término para julho de 2021.

De acordo com a produtora e proprietária da Santa Fé Produtora e Consultoria, empresa responsável pela restauração, Josiele Castro, a primeira fase da obra envolve o novo telhado, a readequação da parte elétrica e o tratamento dos danos causados pela vegetação infiltrada nas cúpulas, respeitando as características do tombamento. Ela explica que não será necessário acabar uma etapa para iniciar outra. “Vamos achando o momento oportuno para cada restauro”, explica. Agora, o local passa pelas intervenções iniciais, como a colocação dos tapumes, construção do terreno de obras e colocação das placas.

Para o provedor do hospital, João Francisco Neves da Silva, quando o assunto é a Capela da Santa Casa a lembrança viaja por todos os hospitais que já visitou, no Brasil e em Portugal. “Sabemos todos que no ambiente hospitalar, as pessoas que lá estão, procuram cura para o corpo, mas neste momento em que estão carentes e debilitados é que lembram-se de que o Criador nos fez com corpo e alma, portanto, quando criaram-se as Santas Casas, lembraram-se que no mesmo prédio seria necessário os dois ambientes para que o paciente e familiares se sentissem bem atendidos”, diz. Além disso, ele salienta que a reforma da capela pelotense é fundamental para que o hospital possa dar conforto material e espiritual por completo a todos que estão lá.

O projeto Restauro das Cúpulas, Telhado e Elétrica da Capela da Santa Casa de Pelotas recebeu parecer favorável da Secretaria de Estado da Cultura em novembro de 2019. O investimento, já captado, será de aproximadamente R$ 850 mil. Josiele explica que a parceria acontece justamente para o investimento financeiro não sair do próprio hospital. Desse modo, a obra ocorre através de abatimento fiscal. Uma série de empresas pelotenses patrocinaram e o financiamento ocorreu através do Governos do Estado do Rio Grande do Sul e do Pró-Cultura RS. 

A próxima fase do processo de revitalização deverá contemplar a parte interna. Já está sendo realizado um pré levantamento de necessidades e custos para posterior encaminhamento e avaliação pelo Conselho Estadual de Cultura (CEC). Se aprovado, o interior passará por restauro no madeiramento e na pintura. Depois de todas as etapas concluídas, a Capela Nossa Senhora Mãe dos Homens reabrirá suas portas à comunidade.

A história pela fé

A construção de um local de fé condizente com o hospital aconteceu no dia 25 de agosto de 1877. Segundo o provedor Joaquim José de Assumpção, o Barão de Jarau, esse seria “mais um ponto atrativo para os donativos de todos aqueles que se inspiram no sublime sentimento da religião”. Quatro dias depois, os construtores italianos Giuseppe Isella e Guglielmo Marcucci eram contratados para a construção dos alicerces e paredes da capela até a altura de receberem o vigamento das galerias, pela quantia de treze contos e quinhentos mil réis.

Em 14 de abril de 1878, a obra contratada para a Capela estava coberta e se achava concluída na conformidade do contrato respectivo, pelo que foi deliberado que se pagasse a última prestação.

Três anos mais tarde, no dia 19 de novembro de 1881, o Irmão Provedor autorizava a conclusão da obra da capela pela quantia de quarenta e oito contos de réis. E declarava, em 1° de junho de 1884, que as obras estavam finalizadas. A belíssima capela Nossa Senhora Mãe dos Homens foi, então, inaugurada no dia 14 de julho de 1884, “com as solenidades próprias de tais atos”.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados