Vacinação

Começa a vacinação de jovens com comorbidades em Pelotas

Adolescentes de 12 a 17 anos incluídos no Plano Estadual de Imunização recebem a primeira dose nesta sexta-feira

29 de Julho de 2021 - 19h21 Corrigir A + A -
Adolescentes começam a ser vacinados nesta sexta-feira - (Foto: Michel Corvello)

Adolescentes começam a ser vacinados nesta sexta-feira - (Foto: Michel Corvello)

Em Pelotas, segue a vacinação contra a Covid-19. Nesta sexta-feira (30) é a vez dos adolescentes com idades entre 12 e 17 anos com alguma das comorbidades listadas no Plano Estadual de Imunização receberem a primeira dose da vacina. Ontem, a prefeitura também anunciou a data para a conclusão do esquema vacinal de pessoas com 44 e 45 anos que tomaram a primeira dose da CoronaVac nos bairros. Já em relação às gestantes e puérperas que receberam a primeira dose da AstraZeneca, o município está definindo como será a conclusão da imunização deste grupo.

A imunização dos jovens com comorbidades ocorre nesta sexta em quatro pontos nos bairros, das 9h às 17h. Fazem parte do grupo adolescentes com obesidade grave, doenças pneumopatias crônicas graves, imunodeprimidos, que possuam hemoglobinopatia grave, doença cardiovascular, doença neurológica crônica ou diabete Mellitus. O início da vacinação deste grupo era muito aguardada por pais e responsáveis, que desde maio iniciaram uma mobilização pedindo a inclusão dos jovens. O fim da espera só ocorreu na quarta-feira passada, dia 21 de julho, após anúncio do governo do Estado.

A vacina aplicada será a da Pfizer, única aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para pessoas nesta faixa etária. O prazo máximo é de 12 semanas entre a primeira e a segunda dose, de acordo com o informe técnico emitido pelo governo estadual. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recomenda que cada caso seja avaliado pelo médico que irá preencher o atestado, pois o profissional conhece o histórico do paciente e saberá analisar em qual quesito o jovem se encaixa. O atestado pode ser obtido no site www.pelotas.com.br/coronavirus.

Conclusão da imunização

Na próxima terça-feira será a vez das pessoas com 44 e 45 anos completarem o esquema vacinal. A ação, desta vez, é para os pelotenses que receberam a primeira dose da vacina CoronaVac nos bairros no dia 2 de julho. A aplicação da segunda dose também será feita nos bairros, em sete pontos de aplicação espalhados pela cidade.

Para que a eficácia da vacina seja garantida, a Vigilância Epidemiológica do município reforça a necessidade e a importância de completar o esquema vacinal com a segunda dose. Para isso, basta se dirigir até um dos pontos nos bairros: Pelotas Parque Tecnológico (Areal), Colégio Pelotense - Ginásio (Centro), União Gaúcha (Cohab Tablada), CTG Os Farrapos (Santa Terezinha), Casa da Amizade, na Associação Rural (Três Vendas), Comunidade Católica Nossa Senhora de Lourdes (Balneário dos Prazeres) ou paróquia São José (Fragata). O horário de atendimento é das 10h às 15h. É necessário também apresentar documento de identidade e a carteira de vacinação (para comprovar a 1ª dose).

Definida a vacina para gestantes

Na última segunda-feira, o Ministério da Saúde recomendou que grávidas e puérperas que tomaram a primeira dose da vacina AstraZeneca completem o esquema vacinal com o imunizante da Pfizer. Na nota técnica emitida pela secretária Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, Rosana Leite, também diz que caso no dia da imunização não haja vacina deste fabricante disponível, as mulheres poderão ser vacinadas com CoronaVac. Na última quarta, durante a reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), ficou definido que o Rio Grande do Sul irá seguir a recomendação. Para as grávidas e puérperas que estão começando a imunização agora, a orientação é que elas sejam imunizadas com CoronaVac ou Pfizer.

A indefinição de como seria a conclusão do esquema vacinal deste grupo se deu por causa de uma decisão do Ministério da Saúde, que suspendeu a aplicação da AstraZeneca devido à morte de uma grávida que recebeu a primeira dose do imunizante no Rio de Janeiro em maio deste ano.

Em Pelotas, a chefe da Vigilância Epidemiológica da SMS, Aline Machado da Silva, explica que o município já está se organizando para iniciar esa imunização, no entanto ainda aguarda uma publicação oficial. A complementação com a segunda dose da Pfizer para as gestantes e puérperas que receberam a primeira dose da AstraZeneca já começa na próxima semana. Aline ainda diz que está sendo feita a busca ativa dessas mulheres. "Estamos ligando para todas, com o objetivo de organizar a vacinação, que vai ocorrer no Laboratório Municipal, pois se trata de um grupo pequeno. Mas ainda estamos aguardando a publicação da Comissão Intergestores Bipartite orientando todo esse processo, assim como o envio das vacinas para que essa ação seja realizada", destaca a chefe da Vigilancia Epidemiológica.


Confira a lista de jovens incluídos na vacinação 

- Obesidade grave acima do percentil 97 ou escore Z acima de 2 desvios

- Asma : Que faça uso de broncodilatador de longa ação + corticoide inalatório OU uso de corticoide sistêmico (oral) contínuo OU histórico de internação hospitalar /UTI (após os dois anos de idade) OU displasia broncopulmonar

- Doença Congênita/Rara/Genética/Autoimune

- Neoplasias ou outras condições que prejudiquem a resposta imunológicas no momento atual (em tratamento)

- Cardiopatias congênitas com consequências sistêmicas.

- Doenças reumatológicas com uso de medicamentos imunossupressores

- Pessoa vivendo com HIV

- Neoplasias ou doenças hematológicas em tratamentos ou que justifiquem imunossupressão

- Doença Falciforme ou Talassemia Maior

- Cardiopatias nas quais o quadro clínico cause comprometimento sistêmico

- Doença neurológica com comprometimento de deglutição ou situação que aumente risco de doença pulmonar ou doença cardiovascular.

- Acidente Vascular Encefálico

- Mielite Transversa

- Paralisia cerebral com descrição de limitações

- Transtorno do Espectro Autista

- Diabete Mellitus (Tipo1): Crianças com condição insulino-dependente devido a DM1


Fique atento ao cronograma de vacinação em Pelotas 

Drive-thru no Centro de Eventos das 9h às 17h

Sábado: Pessoas com 29 anos ou mais

*Documentação: Documento de identidade, CPF ou cartão do SUS e comprovante de residencia ou declaração de moradia assinada pelo proprietário

Nos bairros das 9h às 17h

Sexta-feira (30): Adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades

Endereço dos pontos nos bairros:

- Paróquia São José (Fragata)
- Comunidade Católica Nossa Senhora de Lourdes (Balneário dos Prazeres)
- Associação Rural - Casa da Amizade (Três Vendas)
- IFSul - Praça 20 de Setembro (Centro)

*Documentação: Carteira de Identidade ou certidão de nascimento do menor, cartão do SUS ou CPF, comprovante de residencia em nome do responsável ou declaração de residência, atestado médico padrão e declaração do responsável

Panorama da vacinação e internações

Vacinados com uma dose: 191.214 (56.0%)

Vacinados com duas doses: 85.380 (25.0%)

Ocupação de leitos: 45.7% dos 151 leitos disponíveis

Fonte: Painel Covid-19 - Prefeitura de Pelotas

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados