Saúde

Com agravamento da pandemia, prefeitura convoca retorno de profissionais da saúde

Aumento de casos, início da vacinação de crianças e casos de Covid na SMS motivaram suspensão de férias e chamamento de servidores temporários

12 de Janeiro de 2022 - 20h02 Corrigir A + A -
Novo avanço da Covid-19 em Pelotas tem lotado pontos de testagem (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Novo avanço da Covid-19 em Pelotas tem lotado pontos de testagem (Foto: Carlos Queiroz - DP)

A explosão de casos de Covid-19 e o início da vacinação de crianças com idades entre cinco e 11 anos têm requerido cada vez mais profissionais de saúde em atividade. Uma decisão publicada nesta quarta-feira pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) convoca o retorno imediato de todos os trabalhadores que estavam de férias, ação que objetiva agilizar a imunização e possibilitar a ampliação de locais de testagem em Pelotas. Afastamentos por infecção de Sars-Cov-2 no quadro de servidores têm tornado a situação ainda mais crítica.

A decisão foi repercutida com a secretária de Saúde, Roberta Paganini, em entrevista ao Diário Popular. Ela explica que fatores como o aumento de casos, notado desde os primeiros dias do ano, foram cruciais na decisão. Se no dia 2 de janeiro a Vigilância Epidemiológica confirmava seis novos casos, menos de uma semana depois, no dia 6, três dígitos voltaram a aparecer no Painel Covid, que acusava 304 novas infecções. "O crescimento de contágios aumenta as demandas da Vigilância. Para cada caso positivo, temos que fazer a investigação e deste positivo surgem os contactantes, que também temos que ligar, saber se está apresentando sintomas e orientar quanto a testagem", afirma.

Com a avalanche de contaminações, as pessoas correram para os pontos de testagem, que precisaram ser expandidos na cidade. "A demanda aumentou muitíssimo. Não é só a testagem, o processo envolve o manuseio e a preparação para enviar para laboratórios", explica a titular da SMS. Entre os dias 21 de dezembro e 9 de janeiro, 4.229 testes para a detecção da Covid-19 foram realizados. Atualmente, cinco pontos realizam a testagem de segunda a sexta-feira, um aos finais de semana e outro 24 horas. Roberta afirma que há um esforço para ampliar os pontos visando a demanda, o que requer ainda mais profissionais na ativa.

Outro tópico levantado como motivação é o início da vacinação da faixa etária pediátrica, além da continuação da imunização dos demais grupos com primeira e segunda dose, e reforço. A aplicação das doses em crianças terá início no dia 19, começando por jovens de 11 anos, conforme cronograma definido pelo governo do Estado. Em Pelotas, a ação será centralizada na Ubai Navegantes.

Problema ainda maior

Os contágios também chegaram à SMS. Atualmente 18 servidores que atuam na pasta estão afastados após testarem positivo para a Covid-19, de acordo com a Secretaria de Administração e Recursos Humanos. Outros 44 possuem sintomas da doença e aguardam o resultado de exames.

A secretária Roberta afirma que, diante das necessidades apresentadas e de baixas na força de trabalho, tornou-se necessária a volta dos cem profissionais de saúde que encontram-se de férias. Além disso, houve o adiamento do direito daqueles que iriam usufruir do período de descanso ainda em janeiro. "A nossa força de trabalho já estava reduzida por conta das férias, reduziu ainda mais por conta dos afastamentos versus uma demanda absurdamente crescente. É impossível permanecer desta maneira", comenta. "A gente reconhece que os profissionais de saúde estão cansados, estamos no enfrentamento à pandemia há dois anos", completa.

A convocação ou suspensão de férias não havia acontecido em outros momentos da pandemia, em 2020 e 2021, o que torna a ação atípica. "Decisões difíceis para um momento atípico. Nos outros picos tínhamos um número crescente de positivos e uma demanda muito grande de agravamentos. Este caso de agora, não temos uma demanda de agravamento, mas temos uma crescente de positivos muito maior".

Volta ao trabalho e mais reforço

O documento, publicado nesta quarta, frisa que a reapresentação dos profissionais deve ser imediata. Segundo Roberta, alguns servidores já voltaram às atividades ainda na quarta-feira e a maioria já contatou suas chefias. "Claro que a gente sabe que tem servidores que estão viajando, então estamos conversando com esses casos e ajustando. Não queremos prejudicar ninguém, mas esse é um momento sanitário que requer esse enfrentamento e somos nós os agentes sanitários".

Visando reforçar o efetivo, a prefeitura - também nesta quarta-feira- divulgou uma lista de seleção para trabalhadores da saúde temporários. São 55 técnicos de Enfermagem e 45 enfermeiros assistenciais que devem assumir, imediatamente, as vagas. Questionada, Roberta Paganini afirma que se todos os selecionados se apresentarem, Pelotas contará com um número suficiente de profissionais para o atual momento da pandemia. Em caso de não comparecimento nos próximos dias, uma nova convocação será realizada. "Estas novas convocações que poderão vir não serão para aumentar a quantidade, mas sim para suprir a vaga daqueles que não compareceram."


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados