Meio ambiente

Cidade passa a contar com quatro Ecopontos

Instalado na Balsa, é mais um ponto exclusivo para descarte de resíduos

18 de Julho de 2019 - 22h35 Corrigir A + A -
Com a inauguração, Pelotas passa a contar com quatro ecopontos (Foto: Jô Folha - DP)

Com a inauguração, Pelotas passa a contar com quatro ecopontos (Foto: Jô Folha - DP)

Expectativa do Poder Público é de inaugurar novos ecopontos até dezembro (Foto: Jô Folha - DP)

Expectativa do Poder Público é de inaugurar novos ecopontos até dezembro (Foto: Jô Folha - DP)

A partir de agora descartar o lixo ficará mais fácil para os moradores da Balsa. Foi inaugurado, na tarde desta quinta-feira (18), na rua Paulo Guilayn, 201, o quarto Ecoponto Municipal. A novidade é que de agora em diante os pontos de coletas estão habilitados a receber eletrodomésticos de linha branca e eletrônicos.

O diferencial do espaço é que ele foi construído com materiais recicláveis que haviam sido entregues nos outros ecopontos da cidade. Os descartes auxiliaram na construção da parte hidráulica, elétrica, e também na cobertura. "A prefeitura não chegou a gastar R$ 500,00 nesta obra", afirmou o diretor do setor de Praças e Ecopontos da Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura (Ssui), Sérgio Bizarro.

A prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) destacou que o principal objetivo dos ecopontos é facilitar a vida de quem deseja eliminar os dejetos corretamente. O descarte inadequado dos resíduos prejudica a vida de toda população, além de ocasionar alagamentos e ser causa de doenças. "Não joguem lixo nas ruas e nas valetas", solicitou. Além disso, os pontos fazem parte de uma rede que gera benefícios para as cooperativas que recebem os materiais, criando emprego e renda para o município.

A expectativa da prefeitura, segundo Bizarro, é inaugurar mais quatro ecopontos até dezembro deste ano, e outros 12 até o final do mandato. O próximo, previsto para iniciar as atividades daqui três meses, ficará localizado na Cohab Lindoia, e em seguida o da Colônia Z-3 também entrará em funcionamento. O propósito é ter pelo menos um em cada bairro, para assim suprir a necessidade de toda a população.

A iniciativa também visa reeducar os cidadãos que costumam fazer o descarte incorreto. De acordo com o diretor do setor, o problema em uma cidade com mais de 300 mil habitantes não é a quantidade de lixo produzido, mas sim a maneira que ele é excluído. No primeiro quadrimestre deste ano, 179 coletoras já foram recolhidas da unidade do Fragata, 399 na do Centro e 293 na do Laranjal. Além dessa quantidade, um caminhão por semana arrecada papelão, papel e plástico de cada Ecoponto com destino ao Sanep para ser realizada a pesagem.

O Presidente da Associação Comunitária dos Moradores da Balsa, João Paulo Pinho, avalia a iniciativa como muito boa. Ele informa que está elaborando um projeto de conscientização para os moradores. "A comunidade irá cumprir o seu papel e fazer corretamente o descarte", completou. O bairro sempre enfrentou problemas com lixo nas praças e ruas, e neste momento enxerga uma maneira eficaz de contornar a situação. Para o morador Adão Cardoso, o ponto traz esperança, pois agora não há desculpas para encontrar resíduos na via.

As obras do quarto Ecoponto foram realizadas pelo projeto Mão de Obra Prisional (MOP). Os detentos seguirão trabalhando no espaço, prestando auxílio aos moradores que forem utilizar o serviço.

O que pode descartar?
Móveis desmontados, plásticos de origem domiciliar, restos de podas e jardinagem, resíduos de construção civil, papelão, vidros, metais, eletrodomésticos de linha branca (geladeira, máquinas de lavar, fogão, micro-ondas) e eletrônicos.

O que não pode descartar?
Pilhas, baterias, lâmpadas, televisões e monitores

Outros Ecopontos
Unidade Areal - Avenida Juscelino Kubitscheck de Oliveira, 3195
Unidade Laranjal - Rua Bom Jesus, 95
Unidade Fragata - Rua Epitácio Pessoa, 915

As unidades funcionam de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 14h às 18h. Aos sábados das 8h às 12h e das 13h às 17h


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados