De novo...

Chuva interdita novamente a estrada para a Z-3

Com as fortes precipitações do início da tarde desta sexta-feira, a água tomou conta da pista que liga o Barro Duro à Colônia de Pescadores

15 de Fevereiro de 2019 - 17h38 Corrigir A + A -
Moradores do Barro Duro também sofreram com as chuvas (Foto: Paulo Rossi - DP)

Moradores do Barro Duro também sofreram com as chuvas (Foto: Paulo Rossi - DP)

Alguns moradores desciam dos carros para verificar se valia tentar passar pelo trecho (Foto: Paulo Rossi - DP)

Alguns moradores desciam dos carros para verificar se valia tentar passar pelo trecho (Foto: Paulo Rossi - DP)

Defesa Civil interditou novamente a passagem pelo local (Foto: Paulo Rossi - DP)

Defesa Civil interditou novamente a passagem pelo local (Foto: Paulo Rossi - DP)

Trecho ficará interditado até o volume de água na via diminuir (Foto: Paulo Rossi - DP)

Trecho ficará interditado até o volume de água na via diminuir (Foto: Paulo Rossi - DP)

As chuvas desta sexta-feira (15) marcaram o retorno de um antigo problema para quem se desloca pela estrada que leva à Colônia de Pescadores Z-3. Logo no início do trajeto, para quem se desloca do Balneário dos Prazeres em direção à colônia, um grande buraco já tornava complicada a passada de veículos. Alguns desistiam, enquanto outros paravam para avaliar se seguiam o trajeto ou retornavam para os pontos de partida. Mais adiante, a água tomava conta de vários trechos da via. A Defesa Civil interditou a passagem pelo menos até a água baixar.

Nas redes sociais, moradores também compartilharam vídeos mostrando a situação, com a avenida Rubens Souto, que liga o Barro Duro à Z-3 coberta de água. O trecho já havia apresentado problemas no início do mês. Durante as festividades de Nossa Senhora dos Navegantes e celebrações de Iemanjá, a chuva fez a via alagar e pelo menos 60 motoristas ficaram ilhados por horas. O aplicativo Agromet, da meteorologia da Embrapa, marcava 35,2 milímetros de chuva até o final da tarde, superando o volume registrado naquele dia (32 milímetros, segundo o Sanep).

Enquanto observava o local, a equipe do Diário Popular flagrou um veículo perdendo a calota da roda ao tentar atravessar pela água. Segundo o secretário de Serviços Urbanos e Infraestrutura (Ssui), Jeferson Dutra, na época a desobstrução foi feita após pedido da Defesa Civil. "Lá não é nossa responsabilidade (...) mas nós somos o resguardo da Defesa Civil", explicou, dizendo que sua pasta atua conforme solicitado. A responsabilidade pelo trecho é da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

A reportagem não conseguiu contato com a SDR. O coordenador municipal da Defesa Civil, Paulo dos Santos, disse que procuraria a pasta, em busca de uma retroescavadeira para retirar a água da estrada. "Carro não passa mais, por enquanto (...) agora vamos trabalhar e ver", informou no final da tarde.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados