Alinhamento

Carga horária de servidores de Pelotas terá mudanças

A prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) apresentou esboço da lei que altera a jornada para ocupantes de cargo efetivo, sob regime estatutário

22 de Dezembro de 2017 - 14h40 Corrigir A + A -

O compromisso assumido com o Sindicato dos Municipários de Pelotas (Simp), da realização de estudos visando a possível unificação da carga horária de servidores, teve a primeira etapa concluída. A prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) apresentou esboço da lei que altera a jornada para ocupantes de cargo efetivo, sob regime estatutário. O documento será encaminhado ao Conselho de Política de Administração e de Remuneração de Pessoal (Coparp).

A futura lei reduz para 30 horas semanais a carga horária dos servidores que exerciam 33 horas. Estão enquadrados administrador, agente administrativo, agente de arrecadação, arquiteto, assistente social, auxiliar de enfermagem do trabalho, biólogo, bibliotecário, contador, contínuo, dentista, economista, eletricista instalador, eletricista montador, eletricista veicular, enfermeiro, engenheiro, engenheiro do trabalho, escriturário, farmacêutico bioquímico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo e gestor público.

O benefício também atinge médico, médico do trabalho e veterinário, monitor de escola, museólogo, nutricionista, oficial administrativo, procurador, psicólogo, servente, técnico em contabilidade, técnico em edificações, em gestão ambiental, em enfermagem, em saneamento ambiental, técnico superior em artes, superior em educação física, superior em música, em química, terapeuta ocupacional, topógrafo e turismólogo.
A lista completa com os cargos atingidos pela mudança está no site da prefeitura.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados