Iniciativa

Campanha Vira Tampa Solidária arrecada mais cinco toneladas

Estimativa é de que mais de 25 toneladas de tampas plásticas já tenham sido revertidas em recursos para Aapecan, SOS Animais, ONG A4 e protetoras de animais

22 de Agosto de 2019 - 23h18 Corrigir A + A -
São mais de 200 pontos de coleta do material em Pelotas (Foto: Michel Corvello - Ascom)

São mais de 200 pontos de coleta do material em Pelotas (Foto: Michel Corvello - Ascom)

Uma tampinha de refrigerante, produto de limpeza ou remédio pode parecer pouco. Um caminhão cheio delas faz a diferença no dia a dia da Aapecan, da SOS Animais e da ONG A4, além de protetoras dos animais de Pelotas. Nesta quinta-feira (22), mais de cinco toneladas de tampas plásticas arrecadadas pelo Vira Tampa Solidária foram vendidas, beneficiando as instituições.
Essa já é a quinta venda realizada desde que o projeto aderiu ao Pacto Pelotas pela Paz. Cem mil tampas são destinadas a oficinas com alunos de escolas municipais, através do projeto Tampart Art Reciclável e aos serviços da Assistência Social. Futuramente, também serão aproveitadas em atividades relacionadas à Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac) de Pelotas. 
O valor arrecadado será dividido em quatro partes iguais, repassadas às três instituições e à protetora escolhida desta vez. Carla Kunde Soares, uma das coordenadoras da campanha, estima que mais de 25 toneladas já tenham sido coletadas. O número de tampas é incalculável, mas já somam milhões.
São mais de 200 pontos de coleta do material em Pelotas e 43 voluntários compõem a rede de solidariedade do Vira Tampa, responsáveis por ir a cada local recolher as doações. As tampas são agrupadas na garagem da Secretaria de Saúde (SMS) e as cinco toneladas desta quinta vem sendo coletadas desde a segunda quinzena de maio.
“É difícil ir a todos os pontos e recolher as tampas, mas dá certo. Sempre dá”, ressalta Carla. Qualquer tampinha plástica é bem-vinda. Seja de água mineral, água sanitária, amaciante, caneta, cosmético, creme, desinfetante, desodorante, detergente, leite, maionese, mostarda, óleo de cozinha, pasta de dente, refrigerante, remédio, requeijão, sorvete, suco, vinagre, entre outras. Na página do projeto há uma lista com os locais, possibilitando a entrega em todas as regiões do município. 

Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados